Nada de grana na Portuguesa

postado em 29/12/2013 00:00

Com o rebaixamento à Série B do Campeonato Brasileiro decretado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), os jogadores da Portuguesa não deverão receber tão cedo a premiação financeira pela permanência obtida dentro de campo. O clube terá um orçamento muito menor na Segunda Divisão. ;A premiação dos jogadores fica suspensa. Até as cotas de televisão não estão certas. Quando estiverem, vamos acertar;, frisou Manuel da Lupa, presidente da Lusa, sem perder as esperanças de lucrar mais na Série A ; a vaga de seu time foi herdada pelo Fluminense.

;O relator do STJD fez um trabalho bonito e aceito o julgamento, mas não concordo. O que aconteceu no STJD não quer dizer nada. Haverá outro julgamento na Justiça Comum. Isso não acabou;, avisou. O STJD puniu a Portuguesa com a perda de quatro pontos na tabela do Brasileiro em função da utilização irregular do armador Héverton no empate sem gols contra o Grêmio, na última rodada. O atleta deveria ter cumprido uma suspensão imposta pelo tribunal.

Apesar da irritação com a decisão do STJD, Manuel da Lupa compartilhou um sentimento externado por muitos jogadores da Portuguesa. ;Tivemos muito sacrifício para a Portuguesa terminar o Brasileiro em 12; lugar e agora nos colocam na Série B;, lastimou o mandatário. Em seu site oficial, o clube publicou uma nota oficial, garantindo que o caso ainda não acabou. ;A Associação Portuguesa de Desportos vem a público afirmar que não está de acordo com a decisão tomada no pleno do STJD no julgamento que se iniciou na manhã de sexta-feira (27), e que buscará, dentro das esferas legais, recuperar o direito que conquistou em campo, que é jogar a Série A do Campeonato Brasileiro de 2014;, diz.

MANCINI DE SAÍDA O técnico Vágner Mancini surpreendeu e, através de sua assessoria, anunciou ontem que não ficará no Atlético-PR em 2014. De acordo com a nota, ele foi comunicado de que não teria seu contrato renovado para a próxima temporada, mesmo depois do ótimo desempenho em 2013, quando levou o time à Libertadores, com a terceira posição no Brasileiro, e à decisão na Copa do Brasil, perdendo para o Flamengo. ;Fizemos um trabalho muito positivo e ótimos resultados;, declarou. Mancini assumiu o Furacão em julho, com a equipe na penúltima colocação do Brasileiro, e ajudou a iniciar a reação que a levou às primeiras posições. Ele conseguiu um aproveitamento de 62,3% dos pontos no time, mas diferenças com a diretoria definiram sua saída.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação