Vitória que é bom...

postado em 02/02/2014 00:00
 (foto: Carlos Cruz/Assessoria AFC/divulgação)
(foto: Carlos Cruz/Assessoria AFC/divulgação)

Pela segunda vez consecutiva o América ficou no empate no Campeonato Mineiro. Depois de estrear tropeçando em casa com o Tupi por 1 a 1, no Independência, o time de Silas ficou no placar em branco com o Tombense, ontem à tarde, em Tombos, desperdiçando a oportunidade de subir ao grupo dos primeiros colocados. Mais do que o resultado ruim, a preocupação é justamente o futebol burocrático que a equipe tem mostrado desde o ano passado, quando desperdiçou nas rodadas finais a chance de acesso à Série A.

Agora, os jogadores alviverdes terão uma semana para se preparar para o clássico com o Cruzeiro, domingo, no Mineirão. Os dois pontos no mesmo número de jogos na competição não estavam nos planos do grupo, que espera evolução nas próximas partidas. ;Temos um jogo difícil agora e nossa obrigação é vencer. Foi difícil jogar contra o Tombense, porque o calor dificulta muito. O nosso jogo não fluiu. Ficamos muito atrás e nos preocupamos com o sistema defensivo e não atacamos o adversário como deveria. Mas valeu pelo empenho;, avaliou o atacante Obina, que marcou o gol na estreia contra o Tupi.

Em fase de ajustes na temporada, o Coelho ainda tem dificuldades para se adaptar às mudanças no time titular ; foram cinco em relação à última temporada. Mas as carências que o prejudicaram em 2013 continuam a causar dor de cabeça no técnico Silas: a falta de um jogador criativo e habilidoso no meio-campo e de um finalizador nato.

Em Tombos, o time alviverde sofreu com o forte calor e o estado ruim do gramado do Estádio Almeidão, levando desvantagem na posse de bola e não pressionando o adversário. Com um jogador a menos desde o início da etapa complementar (o volante Pablo, ex-Cruzeiro, foi expulso), os visitantes tampouco fizeram para trocar passes ou investir nos lançamentos para o atacante Obina, que ficou o tempo todo isolado e não conseguiu render o esperado. Um dos poucos que se salvaram foi o atacante Willians, que teve chances em chutes de fora da área e também fez seu papel defensivo.

SEM EFEITO Depois de sofrer perigo do time da casa no primeiro tempo, Silas tentou aumentar a agressividade da equipe no segundo com as entradas do volante Diego e do atacante Caio Dantas, mas as substituições não surtiram efeito. O time da Zona da Mata, por outro lado, poderia ter conquistado o resultado positivo na parte final do jogo, quando Vanger penetrou sozinho cara a cara com o goleiro Matheus, mas demorou para chutar, sendo travado por Willians.

Tombense 0 x 0 América

Tombense

Flávio; Leonardo, André, Maílson e Wanderson; Júlio César, Joílson, Pablo e Tiago Azulão (Jackson 42 do 2;); Júnior Negão (Tony 32 do 2;) e Laércio (Vanger 17 do 2;)
Técnico: Moacir Júnior

América
Matheus; Leandro Guerreiro, César Lucena, Lula (Caio Dantas 7 do 2;) e Gilson; Marcelo Rosa (Diego 20 do 2;), Andrei, Pinga (Élvis 38 do 1;) e Willians; Obina e Lucas Silva
Técnico: Silas

Estádio: Almeidão
Árbitro: Igor Júnio Benevenuto (MG)
Assistentes: Celso Luiz da Silva e Luiz Antônio Barbosa (MG)
Cartão amarelo: Gilson, Willians, Tony, Andrei e Elvis
Cartão vermelho: Pablo
Pagantes: 1.416
Renda: R$ 24.110

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação