Giro econômico

postado em 20/02/2014 00:00
Telefonia
Promessa
de serviços
melhores

Foi assinado ontem o termo de compromisso entre as operadoras e parlamentares da CPI da Telefonia da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). O encontro foi marcado ainda pela aprovação do relatório final da CPI, que detalha os problemas na prestação dos serviços apurados pela comissão em todos os municípios mineiros. O termo, que contempla 15 pontos, prevê a realização de mutirão para a resolução dos problemas dos consumidores entre outras melhorias. Por meio do SindiTeleBrasil, as principais operadoras informaram que ;o Legislativo atuará como parceiro na identificação dos municípios de Minas Gerais que apresentam legislações restritivas à instalação de Estações Rádio Bases (ERBs), condição fundamental para a expansão e a melhoria da qualidade dos serviços.;


l Na vitrine
Com o slogan Vitrine legal tem preço, o Procon-MG lançou ontem a campanha de combate à ausência de precificação de produtos e serviços. A ação prevê o combate à infração, com ações educativas e informativas, assim como fiscalização e punição para lojas e empresas que não aplicarem a lei prevista no Código de Defesa do Consumidor (CDC). As multas nesse caso podem chegar a R$ 6 milhões, dependendo do faturamento do comércio infrator.


l Varejo
O Instituto para Desenvolvimento do Varejo (IDV) informou que, de acordo com seus associados, as vendas reais em janeiro deste ano cresceram 6,8% na comparação com o mesmo período do ano anterior. Com o resultado, a perspectiva das 48 empresas varejistas que compõem o instituto é de que este ano o primeiro semestre seja de resultados melhores que no mesmo período de 2013. A projeção do Índice Antecedente de Vendas (IAV-IDV) é de crescimento de 6,5% em fevereiro ante o mesmo mês do ano passado. Para março, a perspectiva é de elevação de 7,4% e, em abril, de 9,6%.

Cartões

R$ 853 bilhões

Foi o valor financeiro das transações com cartões de crédito e débito em 2013, segundo a Associação Brasileira das Empresas de Cartões e Serviços (Abecs)


l Eles voltaram
Depois de retirar seus dólares do Brasil em janeiro, em meio à turbulência nos mercados emergentes, os investidores internacionais retornaram em fevereiro, de olho nos ganhos com a alta da taxa de juros. A entrada de dólares superou a saída em US$ 318 milhões no acumulado de fevereiro até sexta-feira, segundo o Banco Central (BC). O resultado parcial do mês fez que o fluxo acumulado em 2013 ficasse positivo em quase US$ 2 bilhões, resultado bem distinto do mesmo período do ano passado, quando US$ 4 bilhões deixaram o país.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação