Giro pelo mundo

postado em 20/02/2014 00:00
 (foto: ANWAR AMRO/afp
)
(foto: ANWAR AMRO/afp )

LÍBANO

Atentados a bomba eixam sete mortos

A explosão de duas bombas perto de um centro cultural iraniano no Sul de Beirute (foto) deixou pelo menos sete mortos e mais de 100 feridos. O ministro da Saúde, Wael Abou Faour, disse que entre os mortos e feridos há várias crianças e diversos prédios foram danificados. Um grupo ligado à Al-Qaeda, chamado Brigadas de Abdullah Azzam, assumiu a autoria dos ataques em mensagens postada em sua conta no Twitter. Segundo o grupo, o ataque foi uma resposta ao apoio do Irã e do grupo xiita libanês Hezbollah ao governo do presidente Bashar al-Assad na guerra civil da Síria. Os ataques ocorrem poucos dias depois de o primeiro-ministro libanês, Tammam Salam, formar um novo governo de compromisso que reúne pela primeira vez em três anos o movimento Hezbollah e a coalizão liderada pelo ex-primeiro-ministro Saad Hariri.



ESPIONAGEM

Detenção foi legal

A Justiça britânica decidiu que a detenção do brasileiro David Miranda no aeroporto de Heathrow no ano passado foi legal e não violou a liberdade de expressão. Namorado do jornalista Glenn Greenwald, que revelou o material de Edward Snowden sobre espionagem americana, Miranda havia apelado à alta corte alegando que sua detenção, incluindo o confisco de seu computador, foi ilegal e violou o direito à liberdade de expressão. O tribunal decidiu que a ação da polícia foi ;proporcional às circunstâncias; do caso.


TAILÂNDIA


Um tribunal constitucional referendou a declaração do estado de emergência por parte da primeira-ministra Yingluck Shinawatra, mas alertou o governo a não usar esses poderes extraordinários para dissolver manifestações pacíficas. Um dia depois da morte de cinco pessoas em confrontos na capital, o chefe nacional de polícia disse que a decisão judicial não afetará a operação de segurança que está em curso, mas acrescentou que não há planos das autoridades para retomar locais ocupados por manifestantes.



EL SALVADOR

Com festa nas ruas, o pescador salvadorenho que diz ter passado 13 meses à deriva no Oceano Pacífico até chegar às Ilhas Marshall foi recebido por sua família (foto) e amigos em sua cidade natal, Garita Palmera. "Estou muito feliz agora", afirmou Jose Salvador Alvarenga, que diz ter sobrevivido no barco pesqueiro comendo tartarugas, pássaros e peixes. A filha do pescador, Fatima Mabea, de 14 anos, não via o pai desde muito pequena e comemorou ao reencontrá-lo. "Não deixarei você ir embora de novo", afirmou a jovem.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação