Oscar sem surpresas

86ª cerimônia da Academia de Hollywood acertou na escolha da apresentadora, a humorista Ellen Degeneris, e confirmou a maioria dos troféus das premiações anteriores e das apostas

Gracie Santos e Mariana Peixoto com agências
postado em 03/03/2014 00:00
 (foto: Lucy Nicholson/Reuters)
(foto: Lucy Nicholson/Reuters)

As s primeiras piadas da apresentadora Ellen DeGeneres não deixaram dúvida. A Academia de Hollywood não deveria ter demorado sete anos para convidá-la outra vez para conduzir a maior festa do cinema. Se a apresentadora, que voltou a apresentar a cerimônia do Oscar surpreendeu a plateia ; chegou a fazer selfies e até distribuiu pizzas para os convidados ; o mesmo não se pode dizer da premiação. Houve barbadas que estavam em que todas as bolsas de apostas. O longa 12 anos de escravidão, de Steve McQueen, recebeu o prêmio de melhor filme.


A produção que conta a história de Solomon Northup (Chiwetel Ejiofor), negro que nasceu livre e acabou sequestrado e vendido como escravo em 1841, também deu o prêmio de atriz coadjuvante à Lupita Nyong;o, que vive Patsy, a escrava amiga do personagem de Chiwetel Ejiofor ; indicado a melhor ator ; e a favorita do cruel fazendeiro interpretado por Michael Fassbender ; que concorria a ator coadjuvante.
Indicado a 10 Oscars, Gravidade levou sete prêmios, o mais importante deles o de diretor para o mexicano Alfonso Cuarón, que se tornou o primeiro latino a receber a estatueta nessa categoria. Ao receber o prêmio, o cineasta elogiou sua protagonista, Sandra Bullock: ;Você é a força da gravidade.; O filme levou ainda os prêmios de fotografia, montagem, efeitos visuais, mixagem, edição de som, trilha sonora.
Matthew McConaughey, como esperado, levou o Oscar de ator por Clube de Compras Dallas, que também levou o de ator coadjuvante para Jared Leto. McConaughey agradeceu a Deus, a sua mãe e a sua mulher, a mineira Camila Alves. Antes de receber o prêmio, ele cumprimentou Leonardo DiCaprio, outro forte concorrente à mesma categoria. Já Leto surpreendeu a plateia contando a história de sua mãe, Constance, uma adolescente que teve dois filhos (o irmão mais velho Shannon estava lá) e os incentivou a serem criativos e a lutarem pelo que acreditam. Ele foi o primeiro a mostrar que os discursos deste ano seriam mais longos; dedicou seu prêmio às vítimas da Aids e fez referência aos recentes conflitos na Ucrânia e Venezuela: ;Estamos aqui observando suas lutas e pensando em vocês.; Já Cate Blanchett levou o Oscar de melhor atriz pela personagem-título Blue Jasmine, de Woody Allen.


A Disney conseguiu ganhar seu primeiro Oscar de animação desde que a categoria foi criada, em 2001, com Frozen: Uma aventura congelante. O filme já arrecadou quase US$ 1 bilhão em todo o mundo. Já o prêmio de melhor curta de animação foi para a França, em uma produção conjunta com Luxemburgo, Mr. Hublot. Mais uma vez, uma produção italiana levou o prêmio de melhor filme estrangeiro: A grande beleza, de Paolo Sorrentino, grande favorito na categoria. Foi a 14; vitória italiana na categoria. O longa já havia sido escolhido na mesma categoria no Globo de Ouro e no Bafta, principal prêmio do cinema britânico.
A um passo do estrelato foi eleito o melhor documentário. O filme, dirigido por Morgan Neville, mostra a vida de backing vocals de artistas e bandas através de entrevistas com novatas e veteranas. Já o prêmio de melhor documentário de curta-metragem foi para The lady in the number six: music saved my life, de Malcolm Clarke. A produção conta a história da mais velha pianista do mundo, de 109 anos, que sobreviveu ao holocausto. A Dinamarca, que concorria em três categorias, venceu sua primeira com o curta-metragem Helium.

BRASIL Morto em 2 de fevereiro pelo filho, o documentarista Eduardo Coutinho foi homenageado pela Academia de Hollywood em momento que tradicionalmente a cerimônia relembra os nomes dos atores, diretores e técnicos que faleceram no ano anterior. A apresentação foi feita por Glenn Close.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação