SMS revela desespero em avião que sumiu no Pará

SMS revela desespero em avião que sumiu no Pará

Bimotor com cinco pessoas desaparece no Pará, em uma área de mata fechada. Uma das passageiras enviou uma mensagem pelo celular, relatando a pane

postado em 20/03/2014 00:00
 (foto: Reprodução/G1)
(foto: Reprodução/G1)

Um SMS de poucas linhas, enviado por Rayline Sabrina Campos, uma das passageiras de um avião bimotor que ia para Jacareacanga, no sudoeste do Pará, foi o último contato da aeronave antes de desaparecer, no início da tarde de terça-feira. A bordo, estava uma equipe de profissionais da Secretaria Especial de Saúde Indígena. No início da noite de ontem, as buscas foram suspensas. À tarde, o Ministério da Saúde divulgou o nome dos quatro passageiros e do piloto. Além de Rayline, integravam o grupo que faria o atendimento em aldeias indígenas da região as técnicas de enfermagem Luciney Aguiar de Souza e Raimunda Lúcia da Silva Costa, e o motorista Ari Lima. Luiz Feltrim pilotava o bimotor.

Desesperada, Rayline mandou uma mensagem para o celular do tio Rubélio Santos, quando o bimotor apresentou problemas. No primeiro torpedo, encaminhado às 12h47, ela relata a pane. ;Tio, to em temporal e um motr parou avisa a mae q amo muit tods ...to aflita..to em pânico...se eu sair bem aviso...to perto do jkre...reza por nos...n avisa a tia ainda...(sic);, dizia a mensagem. Um minuto depois, ela encaminhou outro aviso ao tio. ;O motor ta parando. Socorro tio tio (sic);.

Logo após receber as mensagens, por volta das 13h, o tio tentou telefonar para a sobrinha, no entanto, o celular já estava desligado. Em entrevista ao portal de notícias G1, ele contou que a sobrinha saiu de Santarém, onde mora, na segunda-feira, para trabalhar na aldeia indígena. ;Esteve aqui em Santarém, viajou ontem para ir para Itaituba e pegar o avião, hoje (terça-feira), para ir para Jacareacanga. Ela passa às vezes 15 ou 20 dias lá, e volta para cá para passar o dia com a gente. Na hora em que estava acontecendo o problema com o avião, ela passou duas mensagens que tinha parado o motor, pedindo socorro. Depois, ninguém teve mais contato com ela;, disse o tio.

O avião decolou do município de Itaituba às 11h42 com destino a Jacareacanga (veja mapa). O piloto fez o último contato pelo rádio às 12h40. O Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa) comunicou que Luiz Feltrim entrou em contato com um colega e avisou que havia uma pane em um dos motores. Ele contou ao amigo que estava tentando encontrar uma área para fazer um pouso forçado. Segundo a Aeronáutica, o avião desapareceu às 12h55.

A coordenação do Distrito Sanitário Especial Indígena Rio Tapajós acionou equipes para iniciar as buscas aéreas e terrestres. Aeronaves de Manaus e de Campo Grande estão ajudando nos trabalhos de localização do bimotor, modelo Beechcraft BE 58 Baron.

Segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), a situação do avião é regular. A Inspeção Anual de Manutenção (IAM) e o Certificado de Aeronavegabilidade (CA) estavam em dia.

Na terça-feira, as buscas foram suspensas devido a um temporal na região. Ontem, os trabalhos foram retomados e contou com o reforço de um avião Pelicano do Esquadrão de Buscas e Resgate da Aeronáutica. O Beechcraft desaparecido pertence à empresa Jotan Taxiaéreo.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação