Quanto mais, melhor

Quanto mais, melhor

O aumento na quantidade de marchas nas transmissões automáticas permite uma boa economia de combustível e menor emissão de poluentes, embora encareça o produto final. Só na semana passada, o Evoque (foto) ganhou caixa de 9 marchas; o Corolla, de 7

» Cecilia Pinto Coelho
postado em 20/03/2014 00:00
 (foto: Marcos Camargo/Land Rover)
(foto: Marcos Camargo/Land Rover)

Ao longo dos anos, os carros ganharam itens de conforto, potência, luxo, segurança e, principalmente, tecnologia. Esse processo é tão intenso e relevante que eles praticamente dirigem sozinhos: freiam, calculam distância do outro veículo à frente (param se for o caso), fazem balizas por conta própria e por aí vai. Para o quesito marchas, tendência do mais também prevalece, sobretudo nas transmissões automáticas. Na última semana, dois veículos importantes reforçaram o moda: o Range Rover Evoque, com nove marchas, numa iniciativa inédita no país, e o Corolla 2015, com câmbio automático de sete velocidades.

E esse fenômeno, começado em modelos premium, deverá também conquistar os demais segmentos. Os benefícios? Economia de combustível, esportividade, maior aceleração, menores emissões de poluentes e menor ruído. ;Será, sim, difundido para outros modelos;, garante Marcus Vinícius Aguiar, diretor da Associação Brasileira de Engenharia Automotiva (AEA). ;A principal vantagens é economia de combustível: você aproveita melhor as rotações do motor, que trabalha com menor giro possível, e otimiza desempenho;, ressalta. A desvantagem, no entanto, é o preço do carro que, por contar com câmbios mais complexos e com mais componentes, tende a ser mais elevado.


O engenheiro Cláudio Castro, da comissão técnica de transmissões da SAE Brasil, também acredita que essa seja uma tendência. ;As transmissões automáticas contavam com três marchas até década de 1990 no Brasil; passaram para quatro, nos anos 2000; e, agora, a maioria conta com cinco. Mas já lançaram no país com oito e até nove lá fora;, lembra. ; Melhora tanto a esportividade do veículo quanto, principalmente, a redução das emissões de poluentes. O carro ganha também em aceleração, velocidade final e agilidade;, completa. Confira, nas páginas 2 e 3, os modelos Range Rover Evoque e Corolla 2015 no mercado a partir de, respectivamente, R$ 192 mil e R$ 66. 570.



Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação