Grita geral

Grita geral

grita.df@dabr.com.br (cartas: SIG, Quadra 2, Lote 340 / CEP 70.610-901)

postado em 07/05/2014 00:00
NÚCLEO BANDEIRANTE
CALÇADA QUEBRADA

Ariovaldo Ferreira mora no Núcleo Bandeirante e denuncia um vazamento na tubulação da rede central de abastecimento de água. Para realizar o conserto, o leitor conta que a Companhia de Saneamento Ambiental do DF (Caesb) se dirigiu até a sua residência e precisou quebrar a calçada para chegar ao cano. O problema, segundo ele, é que ninguém apareceu para consertar o pavimento. ;Vieram até aqui e quebraram tudo. Faz mais de 45 dias e, até agora, não veio ninguém arrumar. O cano foi arrumado, mas e a minha calçada?;, questiona Ariovaldo. Ele entrou várias vezes em contato com a Caesb, porém não recebeu reposta por parte do órgão. Em 23 de abril, José Ribamar Silva, morador de Taguatinga Norte, sofreu o mesmo problema, como publicado pelo Grita Geral.

; A Caesb, por meio da Ouvidoria, informou que a recuperação da calçada será realizada hoje. A Caesb se coloca à disposição por meio do telefone 3329-9090 para esclarecimentos adicionais.




SECRETARIA DE SAÚDE
FALTA DE MEDICAMENTO

Diagnosticada com osteoartrose bilateral e lesão bimeniscal degenerativa, Márcia Brandão necessita da medicação glicosamina para o resto da vida. Normalmente, ela consegue retirar o remédio em centros de saúde do DF. Na segunda feira, 5 de maio, ela se dirigiu aos centros de saúde do Lago Norte, da 905 Norte, da 208/408 Norte e da 115 Norte, que são cadastrados a fornecerem o medicamento. Porém, segundo Márcia, nenhum dos locais tinha o medicamento em estoque. Ao perguntar sobre uma previsão para a chegada dele, a resposta que Márcia recebeu em todos os centros de saúde foi a de que o produto não havia sido entregue em abril e não havia data para chegar. ;É um direito de cidadania, previsto no SUS e que não há hipótese que justifique a ausência desse tipo de medicação nos centros de saúde;, reclama.

; A Secretaria de Saúde informou que o laboratório fornecedor do medicamento glicosamina atrasou a entrega em abril. O órgão notificará a empresa e aplicará multa contratual no ato da entrega. Ressalta ainda que ;o sucesso no tratamento de osteoartrite bilateral e da lesão meniscal degenerativa depende, principalmente, do controle de peso do paciente, prática regular de exercício físico e fisioterapia. A glicosamina em pó granulado ajuda no fortalecimento da cartilagem, mas a ausência do medicamento não causa nenhum dano à saúde do paciente.;




Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação