De alma lavada

De alma lavada

Assíduo aos cultos de uma igreja no Rio, Fred é esperado na reunião de hoje para festejar cura e convocação para o Mundial do Brasil

Marcos Paulo Lima Enviado especial
postado em 07/05/2014 00:00
 (foto: Monique Renne/CB/D.A Press - 22/6/13)
(foto: Monique Renne/CB/D.A Press - 22/6/13)



Rio de Janeiro ; A placa azul na grade pintada de branco avisa a quem passa os dias e os horários de reuniões na Comunidade Internacional da Zona Sul, número 72, na Praia do Flamengo. Atento ao movimento da reportagem do Correio, o prancheteiro de um ponto de táxi próximo ao cinema transformado em igreja brinca. ;Veio ver o Fred? Passa na segunda-feira ou nas quartas-feiras em que o Fluminense não joga que você pega ele aí. Ele vem mesmo, não precisa ver para crer, não;, entrega Ivan Miranda, 49 anos, sete deles trabalhando em frente à garagem do badalado prédio Flamengo Park Towers 66, vizinho ao templo religioso. ;É aqui que ele estaciona uma BMW preta linda que mais parece uma nave espacial. Eu vejo muito carro de bacana aqui, até de ator e atriz, mas o do Fred é realmente diferenciado, de outro mundo;, detalha o humilde morador do Estácio.
Há três meses, Fred começou a ser visto chegando invariavelmente sozinho, de calça jeans, camisa polo e Bíblia embaixo do braço. Como o Fluminense não joga hoje, ele é esperado para a reunião das 19h30 para agradecer a Deus pela convocação de Felipão. O técnico da Seleção divulga os 23 escolhidos às 11h30, em uma casa de shows no Rio. ;Ao contrário de alguns soberbos dessa igreja que passam por aqui, o Fred é simpático, acessível e educado. Ele diz, no mínimo, boa noite. É um cara diferenciado. Mesmo sendo flamenguista, eu torci para que ele superasse aquela fase de contusões para vê-lo disputar a Copa do Mundo;, admite o segurança Rodrigo Braga, 21 anos, morador de Itaboraí.

Chefe dos vigilantes do prédio-garagem, Sandro Porto, 46 anos, conta que o centroavante tricolor não perde a esportiva nem mesmo quando ouve provocações dos rivais. ;Pouca gente sabe, mas o Flamengo foi fundado aqui (no Park Towers 66);, ironiza o morador do Meier. Na entrada do prédio, há um letreiro dourado com a frase: ;Neste local, em 15/11/1895, foi fundado o Clube de Regatas do Flamengo;. Atento à conversa, o língua-solta Ivan Miranda fez questão de mostrar. Alguns rubro-negros folgados pedem a Fred uma foto em frente à mensagem em dia de culto. Sábio, Fred nega.
Dono de uma banca de revistas a 100m da igreja frequentada por Fred, Cristiano dos Santos, de 24 anos, ainda não cruzou com o centroavante na calçada. Porém, sabe direitinho o que acontece dentro da igreja devido ao comentários dos fiéis. ;Eles passam por aqui falando que ele estava sentado na primeira fileira, que cantou, rezou e está comprometido com o Evangelho. Não entendo nada, mas é o que eu ouço quando o pessoal sai da igreja e passa por aqui;, conta o microempresário.
Destaque da Seleção na conquista do tetracampeonato da Copa das Confederações, Fred pouco vestiu a amarelinha depois do título. O dono da camisa 9 só entrou em campo na derrota para a Suíça, em agosto, e na goleada sobre a África do Sul, em março. Foram cinco meses longe dos gramados para o tratamento de uma lesão na coxa direita. A queda no número de gols aumentou a desconfiança quanto ao futuro de Fred na Copa do Mundo, mas Felipão sempre bancou a convocação do xodó.

Blindagem

Um dos responsáveis pela mudança de comportamento de Fred é o ex-zagueiro Gilmar Jorge dos Santos. Pastor da Comunidade Internacional da Zona Sul, o bicampeão da Libertadores e do Mundial pelo São Paulo na era Telê Santana é um dos responsáveis pela ovelha tricolor. A reportagem tentou falar com Gilmar sobre Fred, mas tanto ele quanto o presidente da igreja, Marco Antônio Peixoto, não quiseram comentar a vida particular do membro da igreja. O Correio tentou ainda falar com o próprio Fred, mas a assessoria do jogador o manteve em silêncio.



Reserva, Jô se contunde
Um dos prováveis convocados de Luiz Felipe Scolari, o atacante Jô, do Atlético-MG, ficará longe dos gramados por 15 dias. O reserva de Fred sofreu estiramento do ligamento colateral medial do joelho direito. O médico do Atlético-MG, Rodrigo Lasmar, espera ver o atleta em campo em 22 de maio, contra o Vitória. ;Não posso falar sobre Seleção. Sei que existe uma expectativa grande em relação à convocação de amanhã (hoje). Tudo foi encaminhado ao departamento médico da Seleção. Estão cientes.;

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação