Brasília-DF

Brasília-DF

por Denise Rothenburg » deniserothenburg.df@dabr.com.br
postado em 10/05/2014 00:00
 (foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil)
(foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil)

O homem ;anticarteirada;
Desembarcou ontem em Brasília o austríaco Will Van Rhee, o oficial de segurança da Fifa. Ele tem a espinhosa missão de evitar as costumeiras ;carteiradas; de autoridades nos jogos da Copa do Mundo marcados para a capital da República. E se alguém quiser enrolar o elegante e distinto Van Rhee terá trabalho. O austríaco já foi avisado de que, por aqui, muitos tentam burlar os portões de incontáveis eventos dizendo ser ;presidente não sei de onde, ministro ou assessor fulano de tal;, chefe de gabinete do e por aí vai.

; ; ;

Desta vez, tudo indica que essa turma da carteirada está perdida. Até porque o discretíssimo Van Rhee, olhos azuis, cabelos grisalhos, se hospedou ontem num luxuoso hotel da cidade e só sairá depois da Copa. Isso significa que, entrar no estádio sem ingresso ou credencial devidamente concedida pela Fifa, só mesmo o papa Francisco, convidado pela presidente Dilma Rousseff. O papa, aliás, avisou que não virá.

Pequenos gestos, grandes recados
O que tirou o deputado Luiz Sérgio (PT-RJ) da vaga de primeiro vice da Câmara foi o simples fato de acompanhar André Vargas (sem partido) na reunião com Rui Falcão, quando foi discutida a renúncia ao mandato e/ou saída do PT. Ficou explícito que Sérgio era o candidato de Vargas e, assim, a cúpula do PT atuou forte para não deixar que o paranaense fizesse o sucessor.

Marco Aurélio polemizando com Lula?
Diametralmente opostas as considerações do ex-presidente Lula e as do presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Marco Aurélio Mello, sobre o papel da imprensa. Lula, na semana passada, classificou a mídia como o maior partido de oposição. Marco Aurélio, por sua vez, em sua última entrevista como presidente da Suprema Corte eleitoral, ressaltou o papel da imprensa. ;Não me refiro ao sensacionalismo, mas ao papel de revelar as mazelas do Brasil. O cidadão tem direito à informação, à crítica construtiva;, disse ele.

Ele responde que não
Mais tarde, à coluna, o ministro jurou que não fizera ali um contraponto ao que dissera Lula. ;Não me referi a ele. Atribuo o que fez o presidente Lula a arroubo de retórica, a uma visão apaixonada, afinal, todos sabem que o papel da imprensa é fundamental. A tônica é a busca da verdade;, diz o ministro. Está posto o contraditório.

O jeitão da pesquisa
Todos comemoraram a pesquisa Datafolha divulgada ontem. Até; O governo. ;Ela está no núcleo duro daquilo que o PT tem de eleitores. Portanto, não tem mais como cair;, aposta um dos mais fiéis escudeiros da presidente Dilma Rousseff no parlamento.

Assediado/ O ministro Marco Aurélio Mello (foto), do Supremo Tribunal Federal, tem vários convites para ser comentarista das partidas da Copa do Mundo. Ainda não decidiu se aceitará ou não. Mas está prestes a entrar num bolão de autoridades com palpites sobre os jogos.

Os herdeiros petistas/
Três petistas que eram deputados federais e que estão fora das eleições deste ano já escolheram para quem passarão o bastão: Jilmar Tatto, secretário de Transportes da Prefeitura de São Paulo, será subsituído pelo irmão, Nilton Tatto. O secretário de governo, José de Fillipi Júnior, por Mário Reale e o ex-deputado João Paulo Cunha, que cumpre pena no Centro de Progressão Penitenciária, terá Valmir Prascidelli, vice-prefeito de Osasco.

O puxador nas urnas/
Como nenhum dos substitutos é lá essas coisas em termos de voto, a aposta do PT paulista será Andrés Sanches, ex-presidente do Corinthians, que sairá candidato a pedido de Lula.

Briga boa/ O Tribunal de Justiça do Distrito Federal é palco de uma disputa entre grandes advogados da cidade. Stephania Viveiros, ex-presidente da OAB-DF, defende o PRTB na ação movida contra o partido pelo presidente do diretório de Minas Gerais, Jorge Periquito, que tem como advogado Esdras Dantas, que também comandou a Ordem no DF. O presidente do PRTB, Levy Fidelix, é acusado de nomear a própria mãe tesoureira do partido sem que ela fosse filiada. Documentos da acusação indicam que, realmente, a filiação só ocorreu depois que houve reclamações a respeito.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação