Baixo interesse no leilão

Baixo interesse no leilão

postado em 10/05/2014 00:00
O segundo leilão de transmissão de energia, realizado ontem pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), teve cinco lotes sem interessados e um deságio médio de 13,18%, com estrangeiras e a Copel entre as principais vencedoras. Não fossem dois lances agressivos da espanhola Cymi Holding, o deságio teria sido ainda mais baixo porque dois lotes não tiveram qualquer desconto diante da receita máxima permitida.

A Cymi, que atua no Brasil desde 2002, ofereceu deságios de 36,09% e 23,24% por lotes na Bahia, no Ceará e no Rio Grande do Norte, para escoamento de energia eólica. A Copel Geração e Transmissão levou três lotes, um deles em consórcio com a espanhola Elecnor, com desconto máximo de 6,53%.

A Alupar levou um lote em São Paulo, oferecendo deságio de 4,99%, para projeto no litoral . A espanhola Abengoa ficou com o maior lote, o da Travessia do Rio Amazonas, com deságio de 9,42%.

O diretor da Aneel, Reive Barros dos Santos, comemorou os dados do leilão e minimizou o baixo deságio. ;Entendemos como resultado razoável quando o número que colocamos é aquele do qual o mercado se aproxima. Significa que as referências que estamos utilizando batem com o mercado;, afirmou, após o pregão. (SK)

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação