Vitrine vetada

Vitrine vetada

» Luiz Calcagno
postado em 27/05/2014 00:00
 (foto: Imaginarium/Reprodução)
(foto: Imaginarium/Reprodução)

O Shopping Iguatemi vetou a vitrine temática para o Dia dos Namorados da loja Imaginarium. O estabelecimento enviou o leiaute da fachada para aprovação do Departamento de Marketing do centro comercial na semana seguinte ao domingo das Mães. O setor, no entanto respondeu com uma negativa. O motivo: o cenário, feito de papel, sugeria um casal que namorava deitado no sofá, e o homem segurava um pacote de preservativo nas mãos. Havia ainda outros envelopes de camisinhas espalhados na cena. De acordo com a sócia do estabelecimento, Carolina Bezerra, pelo terceiro ano consecutivo, estâncias superiores do Iguatemi barram a programação visual elaborada para o período do ano.

É procedimento do shopping que lojistas avisem a administração na hora de mudarem a disposição de produtos e o cenário das vitrines. A Imaginarium, que é uma franquia focada em venda de objetos criativos, tem como regra mudar a fachadados estabelecimentos de todos os franqueados de acordo com a temática do mês. O empreendimento fez parceria com uma marca de preservativos e, no mês de junho, distribui pacotes para clientes que fazem compras no local. ;O Iguatemi tem uma postura conservadora a respeito da merchandise. E a Imaginarium tem ficado mais ousada no Dia dos Namorados;, ponderou.

De acordo com Carolina, a saída é tentar atender o consumidor e responder as exigências do shopping. ;O problema não é só com a Imaginarium. A gente sofre mais porque nossas vitrines são elaboradas e criativas. É complicado dizer como me senti. Tudo aqui funciona mediante aprovação. Desde o princípio é assim. Não surpreende e não há impacto comercial nisso. Eu acho um exagero, mas, se é padrão da rede, não posso fazer nada;, lamentou.

A reportagem do Correio Braziliense procurou o Shopping Iguatemi para esclarecer o problema. Questionada sobre a proposta de vitrine censurada, a administração do centro de compras explicou, por meio da assessoria de imprensa, que ;seus contratos de locação impedem o uso, nas vitrines, de elementos decorativos de cunho erótico, político e publicitário;.




Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação