Legado roqueiro

Legado roqueiro

Brasília nos anos 1990 também foi palco de bandas cheias de energia e muita sonoridade, mas poucas ganharam o cenário nacional

Irlam Rocha Lima
postado em 27/05/2014 00:00
 (foto: Arquivo Pessoal)
(foto: Arquivo Pessoal)


O rockabilly, a surf music e a Jovem Guarda eram as principais influências do vocalista e guitarrista Gabriel Thomaz quando, no início da década de 1990, criou, com o baixista Zé Ovo e o baterista Bacalhau, a Little Quail and The Mad Birds. A banda, depois dos Raimundos, foi a de maior destaque na geração que sucedeu a da Legião Urbana, Capital Inicial, Plebe Rude e Detrito Federal ; responsáveis por colocar Brasília, na década anterior, no mapa da música popular brasileira.


A Little Quail gravou dois discos, teve coletânea lançada, emplacou hits como Aquela, A zorra na W3, Família que briga unida permanece unida e Um, dois, três, quatro, fez incontáveis shows em palcos brasilienses e fora do Distrito Federal e conquistou muitos fãs. Até hoje é citada por sua contribuição para a história do rock na capital federal.


Com o fim do Little Quail, em 1997, Gabriel radicou-se no Rio de Janeiro, passou a se envolver com outros projetos, mas sempre se manteve fiel ao ;rock para dançar;. A convite do baixista Kassim, integrou, no ano seguinte, o grupo Acabou La Tequila. Logo em seguida, formaria o Autoramas, uma das bandas mais populares do segmento indie do rock nacional ; atualmente, o guitarrista tem como companheiros o baterista Bacalhau (ex-Planet Hemp) e a baixista Flávia Couri.


Em 2004, paralelo ao Autoramas, Gabriel investiu em outro projeto que lhe tem trazido, igualmente, grande satisfação: o Lafayette & Os Tremendões, no qual reuniu Érica Martins (vocal e percussão), Nervoso (guitarra), Renata Martins (guitarra), Melvin Fleming (baixo) e Rafael Miranda (bateria). ;O projeto foi idealizado com a intenção de reverenciar o tecladista Lafayette ; integrante da banda de Roberto Carlos, na época da Jovem Guarda ;, que considero um dos maiores músicos brasileiros; e, claro, ao gigante Erasmo Carlos;, revela.

Superquentes

;Sou fã de Lafayette e só o conheci pessoalmente quando ele fez apresentação num shopping do Rio. Ao final o convidei para os ensaios do projeto Os Tremendões. Generosamente, aceitou o convite e passou a fazer parte do grupo. Aí, para homenageá-lo, mudamos o nome da banda, e ficou Lafayette & Os Tremendões;, lembra. ;Em 2009, lançamos o CD As 15 Super Quentes de Lafayette & Tremendões, com covers das músicas mais pedidas em seus shows;, acrescenta.


Nos intervalos da agenda do Autoramas, Gabriel sempre programa apresentações do grupo, que já esteve em praticamente todas as regiões do país. O guitarrista se recorda da participação no Viva Open Air, em Brasília, na década passada, quando tocaram numa tenda no Pontão do Lago Sul.


Gabriel costuma sempre deixar claro sua admiração pela Jovem Guarda e seus protagonistas. Em 2009, ele e a mulher, Érica Martins, se juntaram a Erasmo Carlos no VMB (Video Music Brasil), da MTV, na interpretação da música Cover. ;Erasmo se tornou amigo da banda e até já participou de um show do Lafayette & Os Tremendões, o que nos encheu de orgulho;.


Um outro ídolo da Jovem Guarda foi reverenciado por Gabriel recentemente. Em 25 de abril, o Autoramas teve como convidado especial do show no Abril Pro Rock, em Recife, ninguém menos que Renato Barros, líder do Renato e Seus Blue Caps. ;Com Renato cantamos sucessos da banda dele, como Menina linda, Eu não sabia que você existia, Primeira lágrima, Meu bem não me quer e Vivo. O público foi à loucura, e a crítica elegeu um dos destaques do festival;, comemora.


O Autoramas, em 15 anos de carreira, lançou seis CDs e dois DVDs ; MTV Apresenta: Autoramas desplugado (2009) e o Autoramos Internacional (2013). Este, produzido com financiamento coletivo, foi gravado em formato de documentário. Produzido por Pedro Serra, apresenta registros da banda em turnê por países como Alemanha, Inglaterra, França, Espanha, Holanda, Argentina, Uruguai, Chile e Peru; e traz imagens de palcos, camarins, rádios, estradas, aeroportos e hotéis. Abstrai, Domina, Máquina, Mundo moderno, Tudo bem e Verdugo são alguns dos hits da banda que compõem o repertório.

Autoramas Internacional
DVD com documentário sobre turnê da banda por 15 países, dirigido por Pedro Serra. Lançamento
do selo Coqueiro Verde. Preço: R$ 25,90.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação