Solidariedade é questão de família

Solidariedade é questão de família

postado em 08/06/2014 00:00
 (foto: Gustavo Rodrigues/EM)
(foto: Gustavo Rodrigues/EM)

Juiz de Fora (MG) ; Desde o título da Copa das Confederações conquistado pela Seleção Brasileira no ano passado, a casa de Ladislau, de 56 anos, e Regina, de 52, se tornou um dos pontos turísticos mais concorridos de Juiz de Fora. Para chegar até a ampla residência de esquina, no bairro Santa Maria, não é difícil: basta se guiar pelas dezenas de bandeiras estampadas com a foto de David Luiz salvando a bola em cima da linha, na decisão contra a Espanha, que enfeitam as casas dos vizinhos. Os muros receberam pintura estilizada, com imagens marcantes do zagueiro.


O lance foi o que mais marcou David Luiz em 36 jogos pela Seleção Brasileira. O Brasil vencia por 1 x 0, quando a Espanha teve a chance de empatar com Pedro, cara a cara com Júlio César, aos 40 minutos do primeiro tempo. Pois o filho de Ladislau e Regina tirou a bola em cima da linha, lance comemorado como gol pela torcida. ;Eu defino ali como a mão de Deus no pé de Davi Luiz. Ele pode tentar mil vezes que aquela bola não vai subir daquele jeito;, explica o pai do jogador.


A campainha não para de tocar. Quando não é o carteiro entregando lembranças ; algumas chegam até do Japão, como porta-retratos, desenhos e cadernos com milhares de ;eu te amo; ;, são fãs atrás de um autógrafo, presente ou só para saber se o David da televisão existe mesmo. ;Antes de se apresentar, ele ficou alguns dias aqui. O pessoal chegava e ia fazendo fila, se organizando. De sete da manhã até a noite. Teve dia que a polícia precisou fechar a nossa rua;, conta Regina.


A maior parte das visitas, no entanto, é para pedir ajuda. Regina e Ladislau coordenam a Ação Social David Luiz, mantida pelo filho, que envia R$ 30 mil do próprio salário, todo mês, convertido em cestas básicas, materiais escolares, bolas, bandeiras e bonecas. ;Desde 1994, eu e o Ladislau reservávamos parte do 13; salário para ajudar os nossos alunos. Ele aprendeu desde cedo a importância de ajudar.;


Crianças

Em 2009, ano em que começou a brilhar no Benfica, David Luiz propôs aos pais que deixassem o emprego e mudassem para uma cidade mais tranquila, para cuidar exclusivamente dos trabalhos sociais. A sede é a própria casa, que às vezes é tomada por dezenas de crianças. ;Nosso objetivo é tirar crianças da margem de risco. Em breve, vamos construir uma sede própria. A intenção é montar escolinha de futebol;, explica Ladislau.


No último Natal, organizaram evento para 4 mil pessoas no Vale do Jequitinhonha. A Ação Social deu origem ao ;bonde do David Luiz;, grupo de 20 pessoas que viaja a todos os jogos da Seleção. Em breve, Ladislau e Regina vão se mudar para uma casa maior. Mais por necessidade do que por luxo, já que o espaço com lembranças do filho está ficando pequeno. São centenas de camisetas, medalhas e presentes que o jogador recebe em quase uma década como profissional.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação