favoritos correm perigo

favoritos correm perigo

Inglaterra, Itália e Uruguai lutam por duas vagas nas quartas de final: time celeste larga como azarão

postado em 08/06/2014 00:00
 (foto: Matthew Mirabelli/AFP - 26/3/13)
(foto: Matthew Mirabelli/AFP - 26/3/13)

A Inglaterra ainda busca uma fórmula que permita ao país que inventou o futebol ultrapassar as quartas de final: conseguiu isso apenas uma vez desde o título de 1966, conquistado dentro de casa. Apesar das preocupações quanto à qualidade do elenco, formado por jovens atletas com pouca experiência internacional, a nação dona do melhor campeonato do mundo se classificou para o Mundial invicta e sem dificuldades.

Passar do Grupo D será missão mais complicada para o English Team, que terá de medir forças com a Itália e com o Uruguai. A tetracampeã entra na disputa com um certo favoritismo, adquirido com a evolução do trabalho do técnico Cesare Prandelli. A nova Itália é um time ofensivo, que gosta de manter a posse de bola e aposta no bom passe. Na Copa, a estratégia de jogar sem centroavante em favor de uma maior movimentação será colocada à prova. A novidade surgiu nos últimos amistosos e deve ser levada adiante.

Entre as seleções campeãs, o Uruguai corre por fora. A celeste chegou com um elenco envelhecido e demonstra problemas para se reinventar. Atletas que têm jogado pouco em seus clubes chegam como titulares na zaga (Lugano), na lateral esquerda (Fucile) e no meio (Arévalo). Toda a força do time está na dupla ofensiva formada por Suárez e Cavani: insuficiente, porém, para ficar entre os quatro melhores times das eliminatórias do Mundial.

Com tanta tradição no grupo, não resta muito para a Costa Rica além de tentar sair da Copa com alguma honra: a confederação americana já até comprou as passagens de volta para o país antes do primeiro jogo das oitavas de final.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação