A Copa compartilhada

A Copa compartilhada

Redes sociais e aplicativos de comunicação esperam que o volume de mensagens cresça consideravelmente durante os jogos. Sites fazem ações para facilitar o envio de conteúdo sobre o Mundial e até treinam jogadores das seleções a como interagir com os internautas

Roberta Machado
postado em 16/06/2014 00:00




A atenção dos espectadores deve se dividir entre duas telas nesta Copa do Mundo. Entre um lance e outro, espera-se que a maioria dos fãs voltem os olhos para smartphones e tablets, onde vão acompanhar as estatísticas do campeonato e postar suas opiniões sobre o desempenho dos jogadores. As principais redes, que esperam acessos recordes para o próximo mês, prepararam conteúdos especiais para a ocasião, além de novas ferramentas que prometem deixar a interação on-line mais divertida para os entusiastas do futebol.

De acordo com uma pesquisa realizada pelo Interactive Advertising Bureau (IAB), cerca de 90% dos espectadores pretendem partilhar suas experiências da Copa nas mídias sociais. A rede mais acessada durante o Mundial deve ser o Facebook, escolhido como mídia por 45% dos torcedores. O telefone também será usado para enviar conteúdo via Whatsapp (28%) e pelo Twitter (25%). A pesquisa, que envolveu entrevistados de 11 países, revelou que o Brasil é o país com a maior quantidade de fãs de futebol, com 86% das pessoas afirmando ter intenção de acompanhar o máximo possível do Mundial, e 45% delas ressaltando que vão partilhar sua empolgação com o jogo por meio de dispositivos móveis.

Na abertura do evento na última quinta-feira, a Copa emplacou vários hashtags nos trending topics mundiais, e dominou as conversas brasileiras no Twitter. O placar do jogo, os nomes dos jogadores de destaque e até mesmo a discussão sobre a legitimidade das jogadas foram alguns dos assuntos que mais fizeram sucesso. ;O Facebook alcança muito mais gente, pois tem uma quantidade maior de pessoas lendo as publicações. Só que tem várias pesquisas indicando que o Twitter, apesar de ser bem menor em volume de pessoas, traz uma quantidade maior de discussões sobre televisão que o Facebook;, analisa José Calazans, consultor da Nielsen Ibope.

Uma consulta feita recentemente pelo grupo mostrou que o casamento entre a televisão e as redes sociais cada vez mais dita os assuntos de maior popularidade discutidos na rede. ;A televisão tem um papel muito mais preponderante de agregar pessoas que a internet. É mais em função da audiência da televisão que da discussão na rede;, explica Calazans.

Recordes
Outra pesquisa recente da Nielsen nos Estados Unidos mostrou que metade dos tuítes relacionados a programas de televisão fazem referência a eventos esportivos, com picos de acesso e produção de conteúdo durante os maiores eventos esportivos, como a Copa. Cada fã tende a ver, em média, mais de 30 posts sobre a competição, o que é muito mais que o registrado em grandes transmissões televisivas e em episódios de séries muito aguardados, por exemplo.

O microblog espera que a Copa do Mundo no Brasil seja o evento global mais tuitado da história, superando até mesmo os 150 milhões de posts relacionados às Olimpíadas de Londres. ;A Copa do Mundo vai levar isso a um outro patamar;, previu o diretor do Twitter no Brasil, Guilherme Ribenboim, em entrevista à agência Reuters.

Além de ser um espaço para o compartilhamento de opiniões a respeito dos jogos, o site também deseja ser uma referência para os internautas que buscam novidades sobre o Mundial diretamente da fonte. No site, é possível acompanhar posts dos próprios jogadores, fotos de bastidores e registros feitos pelos fãs que estavam presentes nas arquibancadas dos estádios. Ribenboim afirmou que o Twitter vem trabalhando de perto com as federações de futebol e até orientando os jogadores sobre como usar as mídias sociais, para fazer um uso mais eficiente desse meio de comunicação. ;Temos mostrado a eles como devem usar a plataforma, usar hashtags, se relacionar com os fãs;, afirmou.

Imagens
Mesmo quem nunca se aventurou pelas redes sociais será bem acolhido nesses tempos de futebol. O Twitter disponibilizou uma coleção de imagens temáticas que podem ser adotadas como imagens de perfil pelos usuários que estão começando no sistema. Os antigos internautas também podem adotar a moda esportiva ao acessar as configurações do site, além de usar as chamadas hashflags, que são as hashtags relacionadas a cada país participando do mundial. Quando postadas no microblog, siglas como #BRA e #ITA aparecem acompanhadas de miniaturas das bandeiras de seus respectivos países.

O site também separou timelines com posts dos principais perfis relacionados ao evento, ou a cada partida. A ferramenta ajuda quem não pretende seguir cada um dos personagens da Copa, mas ainda quer estar atualizado durante a competição. Algumas hashtags, como #worldcup ou #Brasil2014, também ajudam o internauta a filtrar as informações do microblog.

O Facebook criou o filtro Trending World Cup, que separa os posts de amigos que são relacionados à Copa e os organiza em uma página com informações em tempo real sobre os jogos. Todos os comentários referentes ao Mundial vão diretamente para a página com a hashtag #Copa2014 e ainda podem ser acompanhados de emoticons especiais que indicam que o usuário estava assistindo ao jogo quando postou o conteúdo.

Outra opção é curtir a página do juiz oficial da página, o Facebook Ref. A página comenta os principais lances dos jogos com uma série de pequenos vídeos, nos quais um árbitro de mentirinha faz gestos referentes aos lances em tempo real. O perfil é um espaço em que os usuários podem debater os principais acontecimentos dos jogos e até mesmo receber respostas do próprio juiz virtual.

A rede social também criou um mapa interativo, no qual a influência dos jogadores mais populares da Copa é distribuída pelos países do globo. Neymar, que está na terceira posição no ranking de seguidores, tem seu séquito distribuído entre América Latina, parte da Europa, Japão e alguns países da África. Já Cristiano Ronaldo, com 84 milhões de seguidores, é popular em Portugal, na China, no Oriente Médio e na América do Norte.


Brazuca
Um dos perfis mais interessantes da Copa é o da bola Brazuca. Com 735 mil seguidores, o perfil é atualizado com posts em inglês e em português, além de fotos que registram o uso das brazucas pelos times do Mundial. A bola fez um tour por vários países durante os meses de preparação para a competição e, desde a semana, passada tomou o espaço de comentarista in loco dos jogos.



A seleção do microblog
Veja quais são os 11 jogadores mais seguidos em cada uma das posições

Goleiro
Iker Casillas (Espanha)
@CasillasWorld

Defesa
Daniel Alves (Brasil)
@DaniAlvesD2

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação