Elogios ao transporte

Elogios ao transporte

» AILIM CABRAL
postado em 16/06/2014 00:00

O primeiro jogo da Copa do Mundo no Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha movimentou o trânsito de domingo na capital, geralmente tranquilo. Não foram registrados grandes problemas, mas motoristas enfrentaram lentidão nas proximidades da Rodoviária do Plano Piloto e nas vias do Parque da Cidade. Aqueles que optaram pelo carro puderam parar em todos os estacionamentos da área de lazer, para, em seguida, pegar um dos ônibus especiais até as proximidades da arena.

A Via N1 do Eixo Monumental permaneceu fechada para veículos, com apenas uma faixa para circulação da polícia e das linhas que traziam os torcedores da Rodoviária do Plano Piloto. Na S1, antes do início e durante o jogo, três vias ficaram liberadas. Não houve retenção. Também foi possível desembarcar com tranquilidade no metrô. Assim que saíam dos trens, voluntários da Fifa orientavam os passageiros a subirem para a plataforma no térreo, onde nove ônibus em circulação os aguardavam.

;Muito bonito;
O equatoriano Wilson Rodas, 57 anos, elogiou a organização e não teve dificuldades para chegar até o estádio. Desembarcando de um dos veículos que saiu do terminal rodoviário, sorria e andava ansioso, ao lado da multidão. ;Estou adorando esta cidade, tudo é muito bonito e estou achando muito fácil me transportar. Gostei muito do metrô;, contou.

Equipadas com ar-condicionado, as linhas especiais que saíam do Parque da Cidade faziam o percurso entre 15 e 20 minutos. O Correio cumpriu o trajeto dentro de um dos ônibus, que seguiu tranquilo, sem retenções ou tumultos. A bancária Mariana Martine, 27 anos, embarcou no Estacionamento 6. Não esperou cinco minutos. Por volta de 13h, horário de início do jogo, no entanto, os veículos ainda pegavam os mais atrasados pelas ruas do Parque.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação