Grita geral

Grita geral

grita.df@dabr.com.br (cartas: SIG, Quadra 2, Lote 340 / CEP 70.610-901)

postado em 16/06/2014 00:00
PM
FALTA DE SEGURANÇA

Os comerciantes das quadras 308 e 309 Sul reclamam da falta de segurança. Somente neste ano, foram seis assaltos em lojas diferentes. Raphaela Alvez está há seis meses na quadra e já foi assaltada três vezes. ;Os roubos só pararam depois que reforcei a porta da minha loja com grades;, conta. Terezinha Lassi, há sete anos na quadra, teve a loja furtada em maio, um prejuízo de mais de R$ 6 mil. ;A insegurança está grande.; Maria Amélia é dona de um estabelecimento assaltado na quadra. ;Com o excesso de assaltos, os comerciantes estão desanimando;, queixa-se.

; Por meio da assessoria de comunicação, a Polícia Militar do DF informou que realiza patrulhamento 24h em todo o Distrito Federal e intensifica o policiamento nos locais que têm necessidade de acordo com a análise dos dados estatísticos. No caso das quadras 103, 107 e 108 Sul, as viaturas fazem policiamento durante toda a noite e também fazem paradas em pontos estratégicos para trazer mais segurança para a população do local. Na 307 Sul, vem sendo empregada uma base móvel todos os dias, principalmente no horário das 17h à 1h, que, estatisticamente, tem se destacado como período de maior necessidade naquela quadra.



SLU
COLETA DE LIXO

O leitor Mario Antônio Garófalo reclama da forma como a coleta de lixo é feita pelo SLU. Segundo ele, as equipes que integram os caminhões coletores manejam os contêineres de qualquer maneira, chegando a danificá-los. Mario afirma que 80% do contêineres dos diversos edifícios do Sudoeste estão remendados. Ele se queixa da sujeira que é deixada no local em que os rejeitos são coletados. ;Os prestadores de serviços dos prédios aqui no Sudoeste são obrigados a efetuar o recolhimento dos detritos sempre que o caminhão de lixo vai embora. Por que os servidores do SLU não podem crecolher a sujeira que sempre deixam? E por que danificam os contêineres?

; O SLU, por meio da assessoria de comunicação, informa que tomou providências sobre a reclamação do leitor, no sentido de notificar a empresa responsável pela coleta no local, pois é orientação do SLU que os garis, ao retirarem o lixo dos contêineres, não deixem restos para trás. Vamos intensificar a fiscalização nessas quadras para evitar esse tipo de transtorno. Informa também que quando o contêiner é danificado, e fica comprovado que o estrago foi feito pela equipe ou caminhão de coleta, a empresa deve ressarcir o prejuízo. Para isso, basta entrar em contato com a Diretoria de Limpeza Urbana do SLU informando a situação pelo e-mail: diretoriadeoperacoes.slu@gmail.com.



Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação