Muito distantes da torcida

Muito distantes da torcida

postado em 16/06/2014 00:00
O primeiro jogo da Copa do Mundo em Brasília mobilizou os torcedores da cidade, mas quem esperava um contato maior com os jogadores de Equador e Suíça nas atividades antes da partida se decepcionou. Nos quase três dias em que as duas seleções ficaram na capital, apenas em um momento os fãs chegaram perto dos atletas ; quando os equatorianos foram ao alambrado do CT dos Bombeiros dar autógrafos, no treino da sexta-feira.

O distanciamento entre jogadores e torcedores deve se repetir nos outros jogos na cidade. Na primeira fase, a capital ainda receberá Costa do Marfim x Colômbia; Camarões x Brasil; e Portugal x Gana. Nos Centros Oficiais de Treinamentos (COTs), como os de Brasília, são incomuns atividades abertas ao público.

As seleções da Copa são obrigadas pela Fifa a abrir pelo menos uma atividade à torcida. Geralmente, porém, escolhem cumprir a regra na cidade que adotam como sede. Quatro delas ; Portugal, Gana, Camarões e Colômbia ; já treinaram diante de torcedores na arquibancadas. O Brasil, por exemplo, realizou essa atividade em Goiânia, ainda no pré-Copa.

Reclusos
Os suíços, que ficaram na capital do fim da tarde de sexta até ontem, saíram do hotel apenas para fazer o reconhecimento de campo, no sábado, e para o jogo de ontem. Já os equatorianos tiveram de driblar as regras para fazer a alegria dos torcedores que foram ao treino na sexta-feira, no CT dos Bombeiros.

A distância dos jogadores suíços em relação à torcida era tamanha que os vencedores nem imaginavam encontrar o Mané Garrincha lotado. Entre os 68.351 presentes na arena candanga, o grupo que veio do velho continente só foi notado no meio da partida. ;Fiquei muito feliz com os torcedores da Suíça na arquibancada. Não imaginei que seriam tantos. A gente fica muito concentrado no jogo e acaba não percebendo a proporção da torcida;, disse Shaqiri, eleito o melhor atleta da partida.

100
Quantidade de torcedores que foram ver o treino do Equador na sexta-feira e por pouco não saíram decepcionados

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação