Revelações sobre a ditadura

Revelações sobre a ditadura

postado em 18/06/2014 00:00

O vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou ontem um projeto especial de cooperação entre o governo americano e a Comissão Nacional da Verdade, que apura violações de direitos humanos cometidas pelo Estado brasileiro durante a ditadura militar (1964-1985). Documentos oficiais americanos sobre o período serão retirados da categoria de sigilosos e compartilhados. Segundo Biden, um primeiro lote do material já foi entregue ao governo brasileiro para ser encaminhado à Comissão da Verdade.

O visitante não deu detalhes sobre o teor dos memorandos e relatórios, mas indicou que os as arquivos ;jogam luz; sobre os 21 anos de regime militar no Brasil. De acordo com Biden, o governo Obama espera que, ao lidar com o passado, o país possa manter o foco ;na imensa promessa do futuro;. O vice notou ainda o ;interesse particular; da presidente Dilma no compartilhamento dos documentos, relativos a um período no qual ela própria foi presa política e sofreu tortura.

Em meio à luta que travava contra o comunismo no âmbito da Guerra Fria, nos anos 1960, em particular na América Latina, Washington observava com atenção os desdobramentos políticos no Brasil. Já eram conhecidas as articulações da diplomacia americana com os militares e civis que depuseram o presidente João Goulart, em 1964. No ano passado, correspondências vazadas pelo site WikiLeaks mostraram que o então embaixador americano no país, John Hugh Crimmins, retratava o regime instaurado com o golpe como ;controlado e apoiado por militares conservadores que são fortemente anticomunistas;.

O gesto de cooperação anunciado agora por Washington coincide com as gestões de Biden para reaproximar os dois países e apagar as marca deixadas pelo escândalo da espionagem da Agência de Segurança Nacional (NSA) no país, inclusive sobre a presidente Dilma Rousseff. Logo após tornar a iniciativa pública, o visitante afirmou que ;o céu é o limite; para o que Brasil e EUA podem alcançar juntos. (GFV)

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação