Uruguai se inspira no passado

Uruguai se inspira no passado

Ivan Drummond
postado em 18/06/2014 00:00
 (foto: Daniel Garcia/AFP)
(foto: Daniel Garcia/AFP)

Belo Horizonte ; Vale tudo para tentar elevar o moral dos jogadores uruguaios, que nem sequer podem pensar em derrota para a Inglaterra amanhã, em São Paulo, pelo Grupo D da fase de classificação da Copa do Mundo. Derrota significará a eliminação. Por isso, o técnico Óscar Tabárez volta no tempo para usar números e um retrospecto favorável à sua seleção, que nunca perdeu para os ingleses em jogos da competição.


As duas equipes se enfrentaram duas vezes, com vitória para a celeste olímpica e empate. Esse retrospecto, segundo o treinador, é uma vantagem psicológica, mesmo com as partidas tendo ocorrido há muito tempo. O último confronto foi há 38 anos.


Uruguai e Inglaterra duelaram pela primeira vez na Suíça, em 1954. A seleção sul-americana venceu por 4 x 2, gols de Varela, Borges, Ambrois e Schiaffino. Os ingleses descontaram com Finney e Lofthouse. Os uruguaios eram, então, bicampeões mundiais, e apontados favoritos daquela Copa. A segunda partida foi no Mundial da Inglaterra, em 1966, na fase de classificação. Houve empate por 0 x 0, em Wembley.


O treinador lembra ainda que a vantagem não é só na Copa do Mundo. ;Jogamos 10 vezes. Foram oito amistosos, além das partidas em Copas. Ganhamos três, empatamos duas e perdemos três. Estamos em vantagem também nesse detalhe. Temos de usar tudo o que temos a nosso favor.;

Viagem
Os jogadores fizeram ontem um treino fechado, novamente na Arena do Jacaré. Mais uma vez, Tabárez escalou Cavani e Luis Suárez no ataque, deixando Forlán na equipe reserva. O embarque para São Paulo foi às 17h45. A delegação deixou Sete Lagoas (MG) às 15h.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação