Festa na 310 Norte

Festa na 310 Norte

LUCAS FADUL
postado em 19/06/2014 00:00
 (foto: Oswaldo Reis/Esp. CB/D.A Press)
(foto: Oswaldo Reis/Esp. CB/D.A Press)



A comunidade chilena em Brasília se reuniu ontem no Restaurante Caleuche, na 310 Norte. Animados, os torcedores comemoraram a vitória histórica da seleção sobre a Espanha. Para acompanhar a partida, o chef Rodrigo Vivar, dono do estabelecimento, preparou empanadas ; iguaria típica em alguns países hispânicos ; para o público. ;Abrimos as portas para o jogo contra a Austrália e, hoje, contra a Espanha. Estaremos funcionando também contra a Holanda;, disse Vivar.

O saxofonista Alejandro Cabeza, que há três anos e meio mora no Brasil, pareceu cauteloso antes de a bola rolar. ;É preciso uma mentalidade mais prática para nós, porque jogamos muito com o coração. Temos que ser mais racionais;, pediu. Alejandro comandou a torcida chilena na vitória. Além disso, os torcedores receberam o apoio brasileiro durante o jogo. O mineiro Paulo Berbert, funcionário público, afirmou que os espanhóis esquecerem como se joga futebol. ;Eles praticavam o tiki-taka, mas agora só fazem tik e levam taka;, brincou. Para o engenheiro civil chileno Max Valarezo, a melhor opção é enfrentar o México na segunda fase, e não o Brasil. ;Vocês sempre nos derrotam;, lembrou.

Domitila Herrera e Maria José Campos, mãe e filha, torceram muito pela seleção treinada pelo argentino Jorge Sampaoli e se emocionaram com o triunfo no Maracanã. ;É um momento especial, nunca os derrotamos;, festejou Maria. Já Domitila, que chegou a cruzar os dedos durante um lance de perigo em favor da equipe espanhola, estava sorridente após o apito final. ;Felicidade total. Eu confiava nos nossos jogadores;, disse ela, que prefere pegar o Brasil nas oitavas de final. A única coisa que não agradou à torcida no Caleuche foram os seis minutos de acréscimo dados pelo árbitro norte-americano Mark Geiger.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação