Banquete de excentricidades

Banquete de excentricidades

LORRANE MELO Enviada Especial
postado em 19/06/2014 00:00
 (foto: Daniel Ferreira/CB/D.A Press)
(foto: Daniel Ferreira/CB/D.A Press)

Salvador ; Nada de pimenta, nada de farinha e nem mesmo a reidratante água de coco. As seleções que passaram por Salvador nesta primeira fase da Copa do Mundo tiveram cardápio restrito nos hotéis. Antes mesmo de chegarem ao bairro de Stella Maris, onde estão hospedadas, as equipes fizeram vistoria no local e conversaram com os cozinheiros baianos, mas só para adequarem a cozinha ; quem mete a mão na massa são apenas os funcionários do estabelecimento. Um cuidado válido para evitar contratempos durante a competição ; e que revela escolhas um tanto exóticas.

Na longa mesa da Alemanha (para deixar o time mais unido), cercada por quadros de Romero Britto, por exemplo, só havia produtos orgânicos, além de suco de maçã de cor clara. Os alimentos feitos com carne de porco eram sinalizados para que nenhum jogador com intolerância à iguaria se confundisse. O manual de oito páginas entregue ao hotel descrevia até a disposição dos móveis. Detalhes que pouco importaram quando o grupo do técnico Joachim L;w chegou ao local: falaram ;bom dia;, ;boa tarde; e ;boa noite;, sempre com o sorriso no rosto.

O meia Bastian Schweinsteiger, um dos poucos a desfrutar da piscina, não resistiu também a um fã brasileiro, de 7 anos. Tirou fotos e autografou a camisa do Bayern de Munique que o pequeno vestia. Bem diferente da fechada Espanha. Enquanto o grupo alemão reservou todos os quartos do hotel para a delegação e ainda pediu mais 12 salas ; uma exclusivamente para jogos como videogame e baralho ;, La Roja pediu uma sala para os jogadores assistirem à estreia do Brasil no Mundial e trouxe a maioria dos alimentos consumidos na Bahia. Muito presunto ibérico e vinho tinto, liberado inclusive para os jogadores (será que Casillas estava tonto?). Mas nada muito diferente do que a Itália havia feito no ano passado, durante a passagem no país para a Copa das Confederações. Os tetracampeões mundiais trouxeram tanto molho de tomate, que, no fim, fizeram uma doação a instituições de caridade de Salvador.

Próximas delegações a desembarcarem na capital baiana, Suíça e França fizeram poucas exigências aos hotéis que as hospedarão. O cardápio para os dois dias em Salvador será restrito a frango e massa. Para inovar, os suíços pediram duas máquinas de café de uma marca específica ; fabricada no país deles.

Hoje, a Suíça treina às 14h30, enquanto a França faz o reconhecimento da Arena Fonte Nova às 17h30. As equipes se enfrentam amanhã, às 16h, em um duelo que pode valer a classificação para a próxima fase do Mundial.

Cardápio
Espanha
Presunto ibérico
Vinho tinto


Alemanha
Produtos orgânicos
Suco de maçã claro


Suíça
Massa, frango
Suco de uva e café

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação