CURTAS

CURTAS

postado em 26/06/2014 00:00
 (foto: Marri Nogueira/Divulgação)
(foto: Marri Nogueira/Divulgação)


; NEGÓCIO
HOTEL FASANO NO DF

;Não muda nada em Brasília. Fiz um bom negócio para minha família, ajudei os meus pais e continuo sendo o capitão de vocês.; Com essa sucinta mensagem, o empresário paulistano Rogério Marco Fasano, líder da mais refinada grife da alta gastronomia italiana no Brasil, tranquilizou a equipe do Gero após vender os restaurantes abertos pela família para a holding JHSF, construtora e administradora de shopping centers e dona dos hotéis Fasano, numa transação orçada em R$ 53 milhões. ;É como se eu tivesse vendido para mim mesmo;, explicou ao Correio. Ao passar a administração de 12 estabelecimentos para a empresa Hotel Marco Internacional, braço da JHSF, que conquista o direito de uso da marca, Fasano se sente mais livre para criar não só cardápios, mas também outras operações de restaurantes e hotéis. Inclusive na capital federal. ;Não sou brasiliense, mas me sinto como se fosse e gosto muito do Lago Paranoá;, indicou o empresário, que manifestou interesse em ter aqui um hotel com o nome dele. ;Estamos buscando opções de localização;, revelou Rogério, de olho na expansão turística advinda da Copa do Mundo. Vencedor de prêmios, como o melhor restaurante italiano em 2013 concedido pela revista Encontro Gastrô, o Gero é conduzido pelo gerente Célio Freitas, um cearense que trabalhou no Fasano de São Paulo. Na cozinha, reina o chef Ronny Peterson, especializado em massas frescas. (Liana Sabo)


; MOBILIDADE
TÁXIS COM FACILIDADES

Os obstáculos para cadeirantes se estendem no acesso a táxis. A professora Simone Soares, 43 anos, é cadeirante há duas décadas e já passou pela experiência de ligar para três taxistas diferentes até encontrar um que aceitasse transportá-la. ;Eles alegam que o porta-malas é pequeno, que a cadeira arranha o carro;, cita. Por essas e outras razões, ela considera uma necessidade e uma conquista a existência de veículos adaptados para transportar quem tem mobilidade reduzida. Na tarde de ontem, o empresário Lincoln Galvão, do ramo de rádiotáxi, anunciou que, até o fim do ano, terá 20 veículos adaptados para transportar cadeirantes. Desde o início da Copa, ele colocou em operação dois carros. Neles, o deficiente embarca na própria cadeira de rodas, por meio de uma plataforma hidráulica. ;É o respeito ao passageiro. Temos muitas queixas e resolvemos investir para atendê-los melhor, com a mesma tarifa;, diz.


; ESTELIONATO
PRESA NO APARTAMENTO

Após receber denúncias anônimas, a Polícia Civil do DF prendeu, ontem, uma mulher por estelionato. Cristiane Jesus dos Santos, 38 anos, é corretora de imóveis e morava em Águas Claras, no Edifício Villa Pavanelli I, na Rua 9 Norte do bairro, onde foi presa. Cristiane acumula sete passagens pelo mesmo crime e estava em liberdade provisória. As investigações revelam que ela vendia kits de documentos falsos, com contracheques de supostos servidores públicos do Governo do DF, o que facilitaria compras, abertura de contas e financimentos. Os golpes eram praticados em Taguatinga, Ceilândia e Santa Maria. No imóvel, foram encontradas 25 identidades falsas prontas e extenso material em branco para confecção de novos registros. Segundo o delegado da Coordenação de Fraudes, Jefferson Lisboa, a partir da prisão da mulher, a polícia ampliará a investigação para encontrar outros participantes.;Ela alegou que não mexia mais com isso, mas, pela quantidade de material pronto e por fazer encontrado, fica claro que isso é mentira;, afirmou Jefferson.


; TRÂNSITO
RECORDISTA NEGATIVO

Um camelô da Rodoviária Interestadual de Brasília viajava pela BR-040, sentido Valparaíso, quando uma viatura, em fiscalização rotineira, percebeu que o veículo ziguezagueava pela via e estava com o parabrisa quebrado. Os policiais perceberam sinais de embriaguez. O suspeito, que não teria habilitação, foi submetido ao teste de alcoolemia, sendo reprovado com teor alcoólico em 1,48 mg/L. Segundo os agentes, ele é o recordista na operação Copa. A PRF registra 91 casos de embriaguez ao volante, com 19 prisões.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação