Um grande passo para o soccer

Um grande passo para o soccer

Cada vez mais devoto do futebol, Estados Unidos se volta para a Arena Pernambuco, onde enfrenta a Alemanha por vaga nas oitavas

Alexandre Barbosa Daniel Leal
postado em 26/06/2014 00:00
 (foto: Patrick Stollarz/AFP)
(foto: Patrick Stollarz/AFP)



Recife ; De um lado, a consolidada tradição alemã, tricampeã do mundo. Do outro, uma tradição sendo construída a todo vapor. A diferença histórica entre o Fusball e o soccer ainda é abissal. Isso não se discute. Mas, talvez, justamente por isso, a partida das 17h de hoje, na Arena Pernambuco, já tenha um vencedor independentemente do resultado: os norte-americanos. Nunca o futebol cresceu tanto no país. Nunca tantos assistiram e vibraram dessa forma com o soccer na terra do Tio Sam. Um recorde com norte-americanos aos milhões de olho hoje no Recife. E na classificação.
O pico de 23 milhões de espectadores que assistiram a EUA 2 x 2 Portugal deve ser quebrado. É um número tão absurdo ; sobretudo levando em consideração que o futebol ainda é o quarto esporte no país (atrás do futebol americano, basquete e beisebol) ; que uma petição pública foi encaminhada à Casa Branca pedindo um feriado para que todos pudessem assistir ao jogo contra a Alemanha. Eram necessárias 99,7 mil assinaturas. Não conseguiram. A tentativa, por si só, representa uma revolução.
;A cada ano, o futebol está crescendo e hoje com esse torneio o país está uma febre. Todos estão nos assistindo pela televisão e isso só está crescendo com a Copa. É algo que chega a dobrar de número e esperamos ajudar nesse crescimento;, disse o volante e capitão do time, Kyle Beckerman. O público do Mundial no Brasil aumentou algo em torno de 50% em relação à edição realizada na África do Sul há quatro anos: 4,3 milhões de espectadores por partida, em média, contra 2,8 milhões em 2010.

Empate?

Um empate coloca ambas as seleções nas oitavas de final do torneio. Qualquer chance de ;empate-amigo;, porém, é veementemente ignorada pelos dois lados ; em 1982, a Alemanha protagonizou o jogo da vergonha contra a Áustria (leia mais na página 11). Norte-americanos e alemães garantem que querem vencer. E deverão fazer uma partida franca. ;Como jogador, não jogamos por empate, nosso objetivo é dar tudo e ganhar. Queremos ser os primeiros do grupo;, disse o alemão Ozil. ;Sim, é possível vencê-los. Somos capazes de vencer a Alemanha. Essa Copa está cheia de surpresas. Queremos ser uma dessas surpresas;, rebateu o técnico ;norte-americano; Klinsmann.

A explosão

18,2 milhões/média de espectadores para EUA x Portugal
23 milhões/picos de espectadores alcançados no jogo

17,9 milhões/recorde anterior, na final da Copa do Mundo Feminina de 1999, vencida pelos EUA

8 MILHÕES

número mensagens postadas no Twitter durante EUA x Portugal

FICHA


Estados Unidos
Howard; Johnson, Cameron, Besler e Beasley; Beckerman e Jone; Zusi, Bradley e Bedoya; Dempsey. Técnico: Jürgen Klinsmann.

Alemanha
Neuer; Howedes, Hummels, Mertesacker e Boateng; Khedira, Lahm, Toni Kroos e Ozil; Gotze e Muller. Técnico: Joachim L;w.

Estádio: Arena Pernambuco (São Lourenço da Mata-PE).
Horário: 17h.
Árbitro: Ravshan Irmatov (Uzbequistão).
Assistentes: Abdukhamidullo Rasulov (Uzbequistão) e Bakhadyr Kochkarov (Quirguistão).

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação