Ação tomba na Bovespa

Ação tomba na Bovespa

postado em 02/07/2014 00:00
Ingerência política, preços de combustíveis congelados e abandono das boas normas técnicas provocaram sérios prejuízos aos investidores da Petrobras nos últimos anos. Segundo analistas, esse conjunto de erros fez com que, desde o início do governo da presidente Dilma Rousseff, as ações da estatal perdessem 45,4% do valor. No primeiro pregão da Bolsa de Valores de São Paulo (BM) na atual gestão, em 3 de janeiro de 2011, os papéis ordinários (ON) da companhia eram negociados a R$ 29,32. Ontem, caiu mais 1,35%, fechando em R$ 16,02, mesmo após a promessa de reajuste na gasolina e o anúncio da produção diária superior a 500 mil barris de petróleo só no pré-sal.

A presidente da Petrobras, Maria das Graças Foster, reconheceu a grande desvalorização dos papéis, mas ressaltou que é difícil compreender porque a segunda maior empresa listada na bolsa brasileira, com resultados econômicos expressivos, está abalada pelo mau humor do mercado financeiro. Por outro lado, a executiva sinalizou que vai provar que os planos estratégicos serão seguido à risca, de modo a reconquistar os investidores. (VB)

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação