Vagas caem na indústria

Vagas caem na indústria

postado em 12/07/2014 00:00
Pelo segundo mês consecutivo, o emprego na indústria brasileira registrou queda. Em maio, o recuo foi de 0,7% em relação ao mês anterior, segundo levantamento divulgado ontem pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Na leitura anterior, o pessoal ocupado no setor já tinha encolhido 0,4% e, em relação a maio do ano passado, recuou 2,6%. Esse é o 32; resultado negativo seguido nesse tipo de comparação e o mais intenso desde novembro de 2009, quando caiu 3,7%. No acumulado de 2014, o total do pessoal ocupado na indústria já diminuiu 2,2%. Nos últimos 12 meses, o emprego industrial encolheu 1,7%.

Entre os setores pesquisados pelo IBGE, o total de assalariados na indústria recuou em 15 dos 18 ramos pesquisados, com destaque o segmento de produtos de metal (-7,4%); calçados e couro (-7,9%); meios de transporte (-4,3%); máquinas e aparelhos eletroeletrônicos e de comunicações (-6,1%); entre outros. Na contramão, estão as taxas dos setores de minerais não metálicos (1,9%); e de produtos químicos (1,6%).

De acordo com a pesquisa, o número de horas pagas aos trabalhadores teve redução de 0,8% em maio ante abril. Na leitura anterior, as horas pagas tinham registrado ligeiro aumento de 0,1%, interrompendo dois meses seguidos de taxas negativas, período em que acumularam perda de 0,5%. Na comparação com maio do ano passado, o número de horas pagas aos trabalhadores da indústria recuou 3,3%.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação