Placar na copa

Placar na copa

postado em 12/07/2014 00:00
 (foto: Leonhard Foeger/Reuters)
(foto: Leonhard Foeger/Reuters)

Bola de Ouro
Fifa anuncia os candidatos

A Fifa divulgou ontem, no Twitter oficial da Brazuca, a lista dos 10 candidatos ao troféu Bola de Ouro de melhor jogador da Copa do Mundo. Os nomes foram escolhidos pelo grupo de estudos da entidade. O segundo e o terceiro colocados receberão as bolas de Prata e Bronze, respectivamente. As seleções finalistas monopolizaram as indicações: são quatro alemães e três argentinos. Neymar representa o Brasil na disputa, que conta também com o holandês Robben e o colombiano James Rodríguez, artilheiro do torneio, com seis gols em cinco jogos. O vencedor da Bola de Ouro é escolhido por meio de votação de jornalistas que cobriram o Mundial. A Fifa entrega o prêmio desde 1982. Saiba mais sobre cada candidato:


Kroos/Alemanha
O meia se firmou como um dos melhores na sua posição nesta Copa. Até agora, ele contribuiu no comando do meio de
campo da Alemanha com mais de 85% dos passes e quatro gols.

Lahm/Alemanha
Excelente defensor, também usou sua força como volante e foi essencial para que a Alemanha não sofresse gols em três dos seis jogos. Além disso, mostrou-se ofensivo e fez duas assistências.

Müller/Alemanha
Com boa campanha também na África do Sul, em 2010, Müller deu sequência à grande fase no Brasil, marcando cinco gols e dando três assistências. Na vitória por 4 x 0 sobre Portugal, o jogador balançou as redes três vezes. Sua mobilidade é vital para a equipe germânica.

Hummels/Alemanha
Conhecido como ;máquina alemã;, o zagueiro jogou com força e rapidez, além de formar ótima parceria com Jerome Boateng no lado esquerdo. Ele marcou o gol da vitória sobre a França nas quartas de final.

Di María/Argentina
Jogou mais avançado no meio-campo, chutou à meta 21 vezes e foi o autor do gol decisivo na vitória por 1 x 0 sobre Suíça, nas oitavas de final, garantindo a classificação dos hermanos.

Messi/Argentina
O melhor do mundo em quatro temporadas consecutivas anotou quatro gols na Copa e deu o passe para Di María marcar contra os suíços, demonstrando sua genialidade em momentos de pressão.

Mascherano/Argentina
Peça de destaque no meio de campo argentino, atuou com classe durante toda a competição e completou 100 partidas com a camisa de seu país. Até agora, jogou 600 minutos e deu 478 passes, o maior número entre os jogadores das 32 seleções.

Neymar/Brasil
Apesar da lesão que o tirou da Copa nas quartas de final, Neymar ajudou a liderar o Brasil na campanha, demonstrando sempre uma variedade de jogadas impressionante e marcando quatro gols.

Robben/Holanda
O meia-atacante foi um dos protagonistas da Holanda no caminho até a semifinal, anotando três gols. Na goleada por 5 x 1 sobre a Espanha, suas arrancadas por todo o
campo foram destaque.

Rodríguez/Colômbia
Revelação da Copa 2014, James marcou seis vezes, incluindo um golaço na vitória da Colômbia sobre o Uruguai, que garantiu a classificação inédita da seleção
para as quartas de final.


Suárez, o mordedor
Atacante fecha com o Barça por cinco temporadas

O Barcelona anunciou ontem um acordo com o Liverpool para a transferência do atacante uruguaio Luis Suárez (foto), que recebeu uma suspensão da Fifa depois de morder um rival na Copa do Mundo. ;O jogador viajará na próxima semana a Barcelona para passar por exames médicos, assinar contrato para as próximas cinco temporadas e ser apresentado como novo jogador do FC Barcelona;, afirma o clube em um comunicado. O Liverpool também confirmou o acordo. Os clubes não revelaram o valor da transferência de Suárez, que atualmente cumpre suspensão de quatro meses de qualquer atividade relacionada ao futebol pela mordida no italiano Giorgio Chiellini durante o Mundial.

Premiação
R$ 800 milhões para as 32 seleções

Rio de Janeiro ; A Fifa confirmou as premiações das 32 seleções participantes da Copa. O valor será entregue integralmente ao presidente de cada federação nacional, cabendo à direção o uso do dinheiro (investimento em estrutura, divisões de base, partilha com os convocados, funcionários etc.). Ao todo, o montante é de US$ 358 milhões, cerca de R$ 795 milhões. Dinheiro oriundo de patrocinadores e renda do Mundial, por meio da venda de direitos de transmissão. (CZ)

Os quatro primeiros:
Campeão US$ 35 milhões (R$ 77,7 milhões)
Vice US$ 25 mi (R$ 55,5 mi)
3; colocado US$ 22 mi (R$ 48,8 mi)
4; colocado US$ 20 mi (R$ 44,4 mi)

Máfia dos ingressos
Polícia pede ajuda da população

Rio de Janeiro ; O chefe da Polícia Civil do Rio, Fernando Veloso, pediu ontem a ajuda da população na caça ao inglês Raymond Whelan, acusado de ser o cabeça do esquema internacional de venda ilegal de ingressos da Copa. Há, inclusive, um disque-denúncia sobre o paradeiro do inglês: 21-2253-1177. Mas, se depender do advogado de Whelan, a novela pode se arrastar. A assessoria de Fernando Fernandes disse ontem que o executivo da Match Services, empresa parceira da Fifa na venda de bilhetes, não cumprirá, por enquanto, a ordem de prisão emitida na quinta-feira. No maior drible do Mundial até o momento, Whelan escapou pela porta lateral do Copacabana Palace, hotel em que estava hospedado. Considerado foragido, ele está escondido no Rio.

Segurança
Maior efetivo da história

Cassio Zirpoli
Marcos Paulo Lima
Enviados especiais

Rio de Janeiro ; A final da Copa do Mundo de 2014 é o jogo com o maior efetivo de segurança na história do futebol brasileiro. É até difícil mensurar a marca, pois nenhuma partida jamais chegou nem a 1/3 da quantidade divulgada pelo ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, ontem, após uma reunião entre autoridades nacionais e a Fifa. Serão nada menos que 26 mil pessoas envolvidas. O esquema leva em conta o estádio, os bairros vizinhos e até Fan Fest, em Copacabana. O efetivo inclui vários segmentos, como Polícia Militar (com 10 mil convocados), Polícia Civil, Força Nacional, Forças Armadas, guardas municipais, Corpo de Bombeiros e stewards. Nos primeiros jogos da Copa no Maracanã, o número foi de cerca de 4 mil pessoas na segurança. O número tão elevado tem o objetivo claro de evitar qualquer ;mancha;, uma vez que o duelo entre Alemanha e Argentina será visto in loco por até 15 chefes de Estado, incluindo a presidente Dilma Rousseff.

Obituário
Dr. Osmar, 71 anos

Morreu ontem, aos 71 anos, o médico e comentarista esportivo Osmar de Oliveira. Ele estava internado no Hospital AC Camargo, em São Paulo, após ser submetido a uma cirurgia para a retirada de um t

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação