No palco maldito

No palco maldito

Felipão retorna ao Mineirão logo na terceira partida no comando do Grêmio. Técnico estava no banco, em Belo Horizonte, durante os 7 x 1 da Alemanha sobre o Brasil, a maior humilhação de sua carreira

Eugênio Moreira
postado em 21/08/2014 00:00
 (foto: David Gray/Reuters - 8/7/14)
(foto: David Gray/Reuters - 8/7/14)


Belo Horizonte ; Luiz Felipe Scolari volta, hoje, ao palco do maior vexame de sua carreira e da história da Seleção Brasileira. Em 8 de julho, na semifinal da Copa do Mundo, o Brasil foi goleado por 7 a 1 pela Alemanha, no Mineirão. Apenas 44 dias depois, ele terá missão complicada em Belo Horizonte: comandar o Grêmio contra o Cruzeiro, líder do Brasileiro e com 100% de aproveitamento no estádio, às 20h30, pela 16; rodada do Campeonato Brasileiro.

O Mineirão é um velho conhecido do treinador gaúcho. Ainda como zagueiro do Caxias, ele pisou na Pampulha pela primeira vez para enfrentar o Cruzeiro no Brasileiro de 1978. Saiu derrotado por 2 x 1, de virada. Sua primeira partida como técnico contra a equipe celeste também não traz boas lembranças a Felipão: o Brasil de Pelotas foi goleado por 4 x 0, no Nacional de 1984.

Enquanto comandou o Grêmio, o técnico também não conseguiu vencer no seu ;palco maldito;: contra o Cruzeiro, saldo de uma derrota por 2 x 1 e um empate em 0 x 0. A mística negativa, porém, Felipão jura desconsiderar. Depois da vitória sobre o Criciúma, domingo, Scolari foi lacônico: ;Sobre voltar ao Mineirão? Assim como vou voltar para Livramento, para Bagé, no Gauchão. Isso é a mesma coisa. A minha vida continua. Alguns gostariam de ter me enterrado, mas não morri ainda;.

Os jogadores do Cruzeiro também procuram não relacionar a partida de hoje com o vexame da Seleção Brasileira diante da Alemanha. ;É um grande treinador e temos de respeitá-lo;, afirmou o armador Júlio Baptista. ;O que aconteceu ficou ali, o passado já escreveu aquela página. Para o Felipão, é uma nova etapa no Grêmio.;

O argumento do lateral-esquerdo Egídio é semelhante: ;É outra competição. Era a Seleção, agora é o Grêmio. Só o estádio é o mesmo. Vamos impor nosso ritmo e jogar nosso futebol em busca da vitória;. O Cruzeiro tem o desfalque do atacante Marcelo Moreno, emprestado pelo time gaúcho. Felipão, por sua vez, deve ter apenas a volta de Pará no lugar de Matías Rodríguez.



"A minha vida continua. Alguns gostariam de ter me enterrado, mas não morri ainda;
Luiz Felipe Scolari, técnico do Grêmio



FICHA
Cruzeiro x Grêmio


20h30

Mineirão
Belo Horizonte (MG)

Transmissão
SporTV

Campeonato Brasileiro
16; rodada

CRUZEIRO (4-2-3-1)
Fábio; Mayke, Dedé, Léo e Egídio; Henrique e Lucas Silva; Everton Ribeiro, Ricardo Goulart e Willian; Júlio Baptista
Técnico: Marcelo Oliveira

GRÊMIO (4-3-3)
Marcelo Grohe; Pará, Werley, Rhodolfo e Zé Roberto; Ramiro, Fellipe Bastos e Riveros; Luan, Lucas Coelho e Dudu
Técnico: Luiz Felipe Scolari

Árbitro: Flávio Rodrigues Guerra (SP)

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação