TCU investigará doação de bens de Graça Foster

TCU investigará doação de bens de Graça Foster

Tribunal vai apurar as transferências de imóveis feitas pela presidente da Petrobras. Oposição entra com representação no MP e pede a anulação das transações

postado em 22/08/2014 00:00
 (foto: Evaristo Sá/AFP - 30/4/14)
(foto: Evaristo Sá/AFP - 30/4/14)


Enquanto a oposição cobra explicações sobre a doação de bens feita pela presidente da Petrobras, Maria das Graças Foster, depois do início das investigações sobre a compra da refinaria de Pasadena, no Texas (EUA), o presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), Augusto Nardes, garantiu que as transferências serão investigadas.

O presidente do TCU, Augusto Nardes, disse que será feita diligência sobre as transferências. ;Essa diligência averiguará se houve realmente essa doação e se foi de forma planificada, para ver quais as consequências disso dentro do processo que está em andamento;, afirmou Nardes após ministrar uma palestra no X Encontro de Controle Interno, no Rio.

Ontem, a coligação Muda Brasil, liderada pelo candidato à Presidência Aécio Neves (PSDB), entrou com uma representação no Ministério Público Federal para que Foster e o ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró sejam investigados por improbidade administrativa.

Também na quinta-feira, o líder do PPS, deputado Rubens Bueno (PR), protocolou representação no Ministério Público da União (MPU) que pede a anulação dos atos de transferência patrimonial de Graça e Cerveró. ;Diante das provas de tantas doações, que coincidem com o período de apuração de CPIs e do TCU, estamos requerendo ações judiciais ao MPU, junto do Tribunal de Contas, para a anulação de todos os atos de transferência patrimonial, claramente lesivos ao patrimônio da União.;

Reportagem do jornal O Globo mostrou nesta semana que Graça transferiu imóveis aos filhos em março e abril. Já Cerveró doou imóveis em maio. As transmissões ocorreram depois de o TCU começar a investigar a compra de Pasadena, que gerou prejuízo bilionário aos cofres públicos, segundo o órgão de controle. Em 23 de julho, o TCU determinou o bloqueio de bens de 10 gestores da empresa. Na última quarta-feira, o tribunal analisaria se Graça Foster também deveria ter os bens bloqueados, mas adiou a decisão depois da revelação sobre as doações.

No Nordeste, Dilma Rousseff saiu em defesa da presidente da Petrobras afirmando que ela ;respondeu perfeitamente; sobre o caso. Para Dilma, a oposição usa a Petrobras como ;arma política; em período eleitoral. ;Lamento profundamente a tentativa, a cada eleição, de se fazer primeiro uma CPI da Petrobras e, segundo, de criar esse tipo de problema.;

O vice-presidente, Michel Temer, também saiu em defesa de Graça. ;A coisa mais comum na área jurídica é você fazer doações. Agora, qual a razão que levou a doar, isso é uma questão subjetiva;, disse Temer. Em nota, a Petrobras, negou que Graça tenha feito ;qualquer movimentação patrimonial com o intuito de burlar a decisão do TCU;.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação