Drogas em mochila de criança

Drogas em mochila de criança

Mulher é acusada de usar menina de 5 anos de idade para levar entorpecente de um lado para outro em Sobradinho %u2014 com a ajuda de uma adolescente. O pai da menor havia sido preso em abril deste ano sob a mesma suspeita

» PALOMA SUERTEGARAY
postado em 03/09/2014 00:00
 (foto: Polícia Civil/Divulgação)
(foto: Polícia Civil/Divulgação)

Uma jovem de 18 anos foi detida e uma adolescente de 15 apreendida, em Sobradinho, acusadas de traficar drogas dentro da mochila de uma menina de 5 anos. A criança era irmã do ex-namorado da suspeita mais velha, C.S.S.S*. As duas guardavam os entorpecentes em pacotes de doces, que faziam a garota carregar até os pontos onde as vendas eram realizadas.

A mãe da criança tem mais oito filhos. Um deles é ex-companheiro de C. A jovem, no entanto, continou frequentando a casa da ex-sogra, já que se dava muito bem com a criança de 5 anos. De acordo com o delegado-chefe adjunto da 13; Delegacia de Polícia (Sobradinho), Gilberto Barcelos, C. costumava levar a pequena para passear. ;A mãe achava ótimo porque tinha muitos filhos para cuidar e gostava da ajuda. No entanto, não imaginava que a criança estava sendo usada para traficar drogas;, diz o policial.


Cintia e a adolescente apreendida são amigas e moravam juntas na Vila Dnocs, também em Sobradinho. Nenhuma das duas tem emprego e se mantinham com os ganhos das drogas. A mais nova está grávida de 7 meses e fugiu de casa. O pai do bebê, de 18 anos, foi preso por tráfico em abril deste ano, depois de ser flagrado com 274 pedras de crack. ;Segundo a mãe da adolescente, ela se recusava a voltar para a casa e passava o dia na rua em más companhias;, detalha o delegado. A jovem tem uma passagem por tráfico e outra por uso de entorpecentes. C. não tem antecedentes.

As duas estavam sendo monitoradas há aproximadamente um mês, segundo Barcelos. ;No dia da prisão, elas se dirigiam à quadra de esportes da Vila Dnocs com a criança. Quando os agentes viram a mochila de rodinhas da menina, souberam que a droga estava lá;, descreve o investigador. As mulheres foram abordadas e revistadas, mas nada foi encontrado. No entanto, quando pediram para examinar a mochila, as duas ficaram muito exaltadas e reclamaram, dizendo que os policiais não tinham direito de fazer aquilo.

;Achamos dois pacotes de balas, dentro dos quais tinham sido escondidas 16 porções de maconha e 21 de crack;, diz o delegado. Na casa de Cintia, a polícia apreendeu mais três tabletes de maconha, guardados na mesa de cabeceira de um dos quartos. A suspeita mais velha teve como destino a 13; DP e autuada por tráfico de drogas e corrupção de menores, com pena de até 19 anos de prisão. A comparsa foi encaminhada à Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA) e responderá por crime análogo ao tráfico.

De acordo com Barcelos, a criança não fazia ideia sobre o que as mulheres faziam. ;À polícia, a menina contou que apenas pediam para guardar balinhas na mochila dela e que ela deixava. Por serem mulheres e jovens, a duas achavam que não seriam detidas;, relata. O investigador informa que foram registradas 36 prisões por tráfico de drogas em Sobradinho no primeiro semestre deste ano, a maioria da Vila Dnocs.

* Nome não divulgado em respeito ao Estatuto da Criança e do Adolescente




Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação