Celebração do Instituto de Artes

Celebração do Instituto de Artes

» VANESSA AQUINO
postado em 03/09/2014 00:00
 (foto: UnB/Divulgação)
(foto: UnB/Divulgação)


Com repertório, essencialmente, renascentista, barroco e colonial brasileiro, a Camerata de Músicas Antigas da Universidade de Brasília fará concerto hoje em comemoração aos 25 anos do Instituto de Artes da UnB (Ida). A regência é de Adeilton Bairral, doutor em musicologia histórica e professor de história da música do departamento de música da universidade. O grupo é formado por um madrigal ; pequeno coral ; e um núcleo instrumental, que executa a família de flautas doces, guitarra barroca ateorbada, oboé, violinos, violas, violoncelos e viola de gamba.

No concerto, estão incluídas obras de Pachelbel, Francesco Durante e Alessandro Scarlatti, além de música do período colonial brasileira, além de obras do barroco alemão e italiano. O programa será aberto com duas obras instrumentais de compositores do barroco alemão, movimentos adagio e fuga da Sonata BWV 1001, de Johann Sebastian Bach, seguido do Cânone em ré de Johann Pachelbel. Segue-se a Cantata n; 56 de Johann Sebastian Bach para cordas, contínuo, oboé, solista barítono e coro. Do compositor Alessandro Scarlatti , da escola napolitana do século 18, apresenta para vozes a capella o moteto Exultate Deo. A Camerata ; grupo vocal e também instrumental ; foi fundada em 2010 e constitui o Núcleo de Música Antiga do Departamento de
Música/UnB.

Além da apresentação da Camerata, o Instituto tem promovido todos os dias dessa semana, em todos os turnos, apresentações de orquestras, espetáculos teatrais e exposições. Amanhã, haverá apresentação das Orquestras Infantis e Juvenis ; programa organizado a partir do trabalho realizado no Curso de Extensão Música para Crianças da UnB. O curso existe desde 2002 com a proposta de oferecer bases de musicalização para bebês e suas famílias. No mesmo dia, o professor Fernando Marques fará palestra sobre a obra do dramaturgo alemão Georg Büchner. Fernando é autor de Zé ; peça em um ato, adaptação em verso e canções do drama Woyzeck, de Büchner.

Outro destaque é a apresentação, na sexta, da Orquestra Popular Candanga, do departamento de Música da UnB. A criação do grupo ocorreu em 1995, para atender à necessidade de formação nas práticas de grandes conjuntos na área da música popular. No ano 2000 o professor Alciomar Oliveira juntou-se ao idealizador dessa disciplina, Vadim Arsky, para darem continuidade ao projeto e reuniram um elenco de alunos suficiente para duas orquestras nos formatos bigband tradicional e banda jazz sinfônica.

No sábado, às 17h,o bandolinista Hamilton de Holanda fará o show de encerramento do 1; Festival de Orquestras da UnB, em comemoração de aniversário do Ida. Hamilton, que compôs a Sinfonia monumental em homenagem aos 50 anos de Brasília, fará concerto com a Orquestra Sinfônica da UnB.


Camerata de Música Antiga da Universidade de Brasília

Universidade de Brasília, Campus Universitário Darcy Ribeiro, Anfiteatro 9 do ICC-Instituto Central de Ciências. 12h30. Entrada Franca. Classificação Indicativa Livre

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação