Jornalistas abordam temas sensíveis

Jornalistas abordam temas sensíveis

» THAÍS PARANHOS » CAMILA COSTA
postado em 03/09/2014 00:00
 (foto: Breno Fortes/CB/D.A Press)
(foto: Breno Fortes/CB/D.A Press)


O debate do Correio e da TV Brasília começou quente, graças aos temas polêmicos abordados por profissionais do grupo Diários Associados. Cinco jornalistas foram escolhidos para fazer perguntas aos candidatos. A ordem das participações foi definida por sorteio, e o primeiro a responder foi Toninho do PSol.
Carlos Alexandre, editor executivo do Correio, perguntou a Toninho como ele conseguirá governar fazendo parte de uma coligação com baixa representatividade, que não oferece uma base aliada de peso na Câmara Legislativa. O postulante do PSol afirmou que, para gerir, é preciso ter a participação popular. ;O povo fazendo pressão sobre o governo e o parlamento. Na minha gestão, tenho certeza de que, atrás de mim, terá um forte movimento popular;, defendeu.
Depois, foi a vez da editora do Caderno Cidades, Ana Maria Campos, fazer o questionamento a Luiz Pitiman (PSDB) sobre a experiência política dele e a participação em governos anteriores, como os de Arruda (PR) e Agnelo (PT). Pitiman reforçou os 25 anos de vida pública. ;Tudo isso me preparou para estar aqui hoje. A população quer alguém ficha limpa e que trabalhe.;
Já Agnelo respondeu à pergunta do jornalista da TV Brasília Carlos Capelli. O candidato à reeleição falou sobre os feitos na administração atual nas áreas da saúde e da segurança. ;Dediquei grande energia, esforço e investimento. Melhorei muito a saúde, era muito grave. Em relação à segurança, conseguimos números espetaculares e reduzimos em 21% os homicídios.;
O quarto questionamento foi o da jornalista Denise Rothenburg, que se dirigiu a Arruda. Ela lembrou o episódio da violação do painel eletrônico do Senado e o afastamento do cargo de governador em 2009. Denise ainda o indagou sobre como garantirá a governabilidade diante da insegurança jurídica devido à condenação em segunda instância por improbidade administrativa. ;Confio na Justiça e no meu direito. A governabilidade será garantida pelo meu trabalho;, afirmou.
Por último, o candidato Rodrigo Rollemberg (PSB) falou sobre a indicação de seu vice, Renato Santana, que já participou dos governos Arruda e Roriz. A jornalista Adriana Bernardes o questionou sobre o fato de se apresentar como uma nova alternativa ao Buriti. ;O PSB foi o único a inovar na construção do programa de governo. Queremos discutir com a população nosso plano, é assim que vamos governar.;

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação