Caixa volta a ser alvo de ladrões

Caixa volta a ser alvo de ladrões

Caixa eletrônico, na quadra central de Sobradinho, foi destruído por assaltantes durante a madrugada. Os moradores do local acionaram a polícia. O tamanho do prejuízo e o valor levado pelos bandidos ainda não foram calculados

PALOMA SUERTEGARAY
postado em 17/09/2014 00:00
 (foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)

Um tipo de crime que tem se tornado mais frequente em vários estados do Brasil também parece ficar comum no Distrito Federal. Na madrugada de ontem, um caixa eletrônico de uma agência da Caixa Econômica Federal foi explodido por assaltantes, em Sobradinho. Segundo informações da Polícia Militar, pessoas que passavam pelo local no momento acionaram o 13; batalhão da PM, depois de ouvir o estrondo. Os suspeitos, no entanto, conseguiram fugir. O local funciona 24h em dias úteis, mas não havia ninguém na agência quando o episódio aconteceu e não houve vítimas ou feridos. Desde o início do ano, episódios como este já foram registrados em várias cidades do DF.


O caso está sendo investigado pela Delegacia de Repressão a Roubos e Furtos (DRF), com a colaboração da Delegacia de Crimes contra o Patrimônio, da Polícia Federal. Segundo o titular da DRF, Fernando César Costa, ainda não é possível divulgar muitos detalhes sobre como foi o assalto, já que a investigação está em andamento. O policial informa, no entanto, que três suspeitos estiveram envolvidos no crime. Eles teriam invadido a agência em torno das 4h30 e conseguido detonar um dois caixas. A explosão também danificou outros equipamentos e as paredes do local. ;O valor roubado e o total do prejuízo material ainda não foram calculados;, acrescenta o delegado.


A agência fica na quadra central de Sobradinho, a aproximadamente 800m do quartel da Polícia Militar e da delegacia da cidade. O estabelecimento também fica perto da BR-020, o que pode ter facilitado a fuga dos suspeitos. Uma equipe antibombas da Polícia Federal foi ao local para fazer a perícia. Segundo Costa, no entanto, ainda não foi confirmado qual foi o detonador usado pelos assaltantes. ;Também estamos investigando se o trio é do Distrito Federal ou se veio de outras unidades da Federação;, completa o policial.

Quadrilhas
Crimes como o de Sobradinho foram registrados em diversas cidades do Distrito Federal ao longo dos últimos meses e, principalmente, nos municípios do Entorno. No entanto, também ocorreram roubos no Plano Piloto. Em fevereiro deste ano, três homens explodiram um caixa eletrônico de um posto de combustíveis na 409 Norte, durante a madrugada. Com medo, um frentista se trancou no banheiro na hora do assalto e não se feriu. Os suspeitos não conseguiram levar nada.
Outros casos parecidos, inclusive, envolveram criminosos que atuavam em diversass unidades da Federação. No último mês de maio, quatro integrantes de uma quadrilha que explodia caixas eletrônicos em Goiás, Minas Gerais, Tocantins, Bahia, Paraíba e que se preparava para atuar no DF foi presa em Arinus (MG), pela Polícia Civil do Distrito Federal, em parceira com a polícia de Minas. Com os suspeitos, os agentes apreenderam um adolescente de 16 anos, além de drogas e armas.


No fim do ano passado, mais dois grupos de assaltantes foram presos. Em dezembro, nove pessoas foram detidas, acusadas de participar em explosões a caixas eletrônicos em Águas Lindas e Santo Antônio do Descoberto, ambos municípios de Goiás. Na primeira cidade, os suspeitos chegaram a levar R$ 60 mil de um terminal, mas foram detidos pela polícia. Em outubro, uma quadrilha que atuava no DF, no Entorno e em mais cinco estados foi presa. Os criminosos pretendiam roubar um caixa eletrônico de uma padaria de Valparaíso (GO) quando foram abordados pela polícia. Dois suspeitos morreram na troca de tiros. Os policiais apreenderam com o bando armas de grosso calibre.


Vizinhos da região onde o assalto aconteceu disseram ter ficado surpresos com o episódio. De acordo com o estudante Tayron Regis, 26 anos, que mora próximo ao local do crime, é a primeira vez que fica sabendo de um roubo à caixa eletrônico nos arrededores. Ele ficou sabendo do ocorrido pela televisão. ;Essa área é bastante policiada e as viaturas passam por lá com frequência. Acho que foi cara-de-pau dos assaltantes, que também escolheram um horário inesperado;, comenta.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação