>> DEU no www.correiobraziliense.com.br

>> DEU no www.correiobraziliense.com.br

Para saber mais sobre essas notícias, acesse www.correiobraziliense.com.br
postado em 30/09/2014 00:00
STF paralisa ação penal contra militares do caso Rubens Paiva

Foi paralisada ontem, por decisão do ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), a ação penal que tramita na Justiça Federal do Rio de Janeiro contra cinco militares aposentados acusados pelo homicídio e pela ocultação do cadáver do ex-deputado Rubens Paiva, morto em 1971. A decisão tem caráter provisório, até que o plenário da Corte julgue a questão definitivamente. No pedido atendido por Zavascki, os réus argumentaram que não podem ser processados devido à Lei da Anistia, sancionada em 1979, que perdoou crimes cometidos por militares e pela resistência durante a ditadura. Presidente da Comissão Estadual da Verdade do Rio, Nadine Borges lamentou a decisão: ;É o caso mais adiantado que temos. E agora vem o Judiciário jogando contra a busca por justiça no nosso país;.

PPS pede a convocação de Palocci na CPMI da Petrobras

A liderança do PPS na Câmara protocolou ontem, na Secretaria da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) da Petrobras, requerimentos de convocação do tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, e do ex-ministro Antonio Palocci. Segundo a revista Veja, o ex-diretor da estatal Paulo Roberto revelou à Polícia Federal e ao Ministério Público que foi procurado por Palocci em 2010. O petista pedia R$ 2 milhões para a campanha da então candidata à Presidência Dilma Rousseff (PT). Já João Vaccari Neto, segundo a Folha de S.Paulo, participou como mediador de contatos entre operadores do doleiro Alberto Youssef e o Fundo de Pensão dos Empregados da Petrobras, o Petros. A CPMI da Petrobras retoma as atividades em 8 de outubro, com o depoimento de Meire Poza, ex-contadora do doleiro.


Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação