Brasil na semi

Brasil na semi

Mesmo sem entrar em quadra ontem, a Seleção Brasileira se classificou no Mundial após vitória da China sobre a República Dominicana. Hoje, o time verde e amarelo tenta confirmar o primeiro lugar diante da equipe caribenha

postado em 10/10/2014 00:00
 (foto: Dino Panato/FIVB-8/10/2014)
(foto: Dino Panato/FIVB-8/10/2014)

A Seleção Brasileira feminina de vôlei não jogou ontem, mas avançou às semifinais do Campeonato Mundial, disputado na Itália. A classificação veio após vitória da China sobre a República Dominicana por 3 sets a 2 (25/22, 25/23, 23/25, 23/25 e 15/12), em Milão. Com esse resultado, o Brasil garante ao menos o segundo lugar no Grupo H e, consequentemente, uma das vagas à próxima fase.

Com três pontos, as comandadas de José Roberto Guimarães são líderes da chave. As asiáticas, com o triunfo sobre as dominicanas, chegaram a dois pontos, enquanto as centro-americanas têm apenas um. A Seleção só pode ser superada na classificação pela República Dominicana, adversária de hoje, às 12h30. Mesmo assim, isso só ocorreria em caso de uma improvável derrota por diferença de dois sets ou mais. Já as chinesas ficam na torcida pelo Brasil, já que uma vitória verde e amarela dá a vaga para a China.

A capitã da Seleção Brasileira, Fabiana, falou sobre a expectativa para o duelo com as dominicanas e chamou a atenção para uma jogadora adversária. ;Será um jogo difícil. As dominicanas estão motivadas e sem responsabilidade. A Bethânia De La Cruz está fazendo um grande campeonato. Ela é uma excelente jogadora, que ataca muito alto. Vamos ter que entrar em quadra focadas no nosso jogo para buscar mais uma vitória;, analisou a central.

A oposto Sheilla vê o estilo da República Dominicana parecido com o das antigas arquirrivais do Brasil, as cubanas. ;O contra-ataque delas é muito forte e a Bethânia faz a diferença no time caribenho.; Outro que elogiou as adversárias foi o técnico José Roberto, que espera um jogo ;de igual para igual;. ;A República Dominicana é um adversário que está em estado de graça e conseguiu um resultado expressivo para a história do vôlei dominicano. O Marquinhos (técnico das caribenhas) fez um grande trabalho e o discurso delas é de não ter mais nada a perder neste Mundial. Elas podem jogar de igual para igual contra qualquer time do mundo e vão arriscar. Além disso, é uma equipe que conhece muito bem a nossa seleção;, avaliou o treinador brasileiro.

Elas (dominicanas) podem jogar de igual para igual contra qualquer time e vão arriscar. Além disso, é uma equipe que conhece muito bem a nossa;

Zé Roberto, técnico do Brasil

Na TV
Mundial Feminino

Brasil x República Dominicana
12h30
SporTV


Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação