Paz e amor no Maraca

Paz e amor no Maraca

Diferentemente do último encontro entre eles, José Aldo e Chad Mendes tiveram uma encarada respeitosa, ontem, no gramado do estádio carioca. Eles fazem a luta principal do UFC 179 amanhã

postado em 24/10/2014 00:00
 (foto: Alexandre Loureiro/Inovafoto
)
(foto: Alexandre Loureiro/Inovafoto )


As principais atrações do UFC 179 estiveram em ação no treino aberto, ontem, no Rio de Janeiro, para promover o evento, que será realizado amanhã. E o gramado do Maracanã foi o local escolhido para a atividade. Entre as 11h30 e as 14h30, José Aldo, Chad Mendes, Glover Teixeira, Phil Davis, Fábio Maldonado, William Patolino e Gilbert Durinho se revezaram em um tatame montado na lateral do gramado. Reformado para a Copa do Mundo, o estádio foi uma atração à parte para os lutadores, especialmente os brasileiros. Afinal, o templo do futebol virou, pelo menos por um dia, reduto do MMA.

Antes do treino, Aldo e Mendes, que se enfrentarão na luta principal, foram para a encarada. Ao contrário da última vez em que ambos se encontraram no estádio para promover o UFC 179, quando se olharam de forma tensa e o campeão empurrou o desafiante, agora o brasileiro e o norte-americano evitaram qualquer tipo de contato ou polêmica.

O UFC tomou precauções para evitar problemas no momento da encarada. A diretora-geral da organização no Brasil, Grace Tourinho, subiu ao palco a fim de garantir o clima de tranquilidade, e alguns seguranças e integrantes do staff da franquia ficaram por perto.

Desta vez, os protagonistas do UFC 179 deixaram o clima de rivalidade para trás e se respeitaram. O próprio José Aldo, que foi criticado por Chad Mendes pelo empurrão, fez questão de demonstrar que não haveria qualquer tipo de hostilidade. Em seguida, os dois foram para o treino aberto, com o campeão encerrando os trabalhos no Maracanã. Hoje, eles se reencontram na pesagem oficial, às 16h.

José Aldo defenderá pela sétima vez o cinturão dos pesos pena do UFC, amanhã, no Maracanãzinho. O brasileiro concederá a revanche a Chad Mendes, derrotado por nocaute no primeiro confronto, na edição número 142, na Arena da Barra, em janeiro de 2012. Já o desafiante sofreu o único revés na carreira justamente para o brasileiro. Depois, o norte-americano ganhou as cinco lutas seguintes.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação