Alquimista da cozinha

Alquimista da cozinha

postado em 24/10/2014 00:00
 (foto: Breno Fortes/CB/D.A Press)
(foto: Breno Fortes/CB/D.A Press)



o conhecimento adquirido por Daniela Goulart nas faculdades de química e farmácia não se limitou a laboratórios. A combinação de elementos chegou à cozinha em 2008, quando ela se especializou em confeitaria. ;Como fui criada praticamente entre as panelas, quando me formei apenas me aprimorei e dei continuidade a tudo que eu sabia;, ressalta Daniela, que começou o trabalho como personal chef em 2010.

Apesar de ter recebido convites de empresários, a chef nunca atuou de forma efetiva em cozinhas de restaurantes. Daniela prefere se dedicar ao trabalho de consultoria, com a criação de cardápios, elaboração e testes de receitas.

;Acho a rotina de uma cozinha profissional muito mecânica e repetitiva. Trabalhando como personal chef, isso não existe: cada trabalho é um novo desafio, com novos pratos;, avalia.

Daniela não se prende a um estilo. Seus pratos vão da comida árabe à mediterrânea, passando pela chinesa. Receitas como feijoada completa e estrogonofe saem a R$ 30, por pessoa, com direito a sobremesas como pudim. Já as opções mais elaboradas ; casos de lagosta ou polvo ; são servidas a R$ 250, por pessoa.


Para comer e aprender

a qualidade de vida proporcionada pelo tempo flexível foi um dos principais motivos que impulsionaram o chef Paulo Lima a investir na carreira de chef. Eventos temáticos, churrascos e jantares especiais são algumas das ocasiões em que ele coloca em prática a habilidade na cozinha. ;Tenho mais qualidade de vida nessa profissão do que em uma cozinha de restaurante;, avalia.

Cansado da rotina burocrática da área de direito, Paulo, paralelamente à faculdade de gastronomia, iniciou o trabalho como personal chef. ;Já via que a área estava em expansão e achei que meu perfil se adequava melhor a esse tipo de serviço.;

Entre os pratos mais pedidos, estão o bacalhau à Gomes de Sá e ceviche clássico, com pescada amarela, salmão ou robalo, que custam entre R$ 40 e R$ 60, por pessoa. No caso das sobremesas, a vedete é a torta de ganache de chocolate com frutas vermelhas (R$ 200, a unidade com 5kg).

Alguns clientes de Paulo demonstraram interesse em aprender as receitas. A demanda foi o ponto de partida para o chef lecionar aulas individuais de gastronomia, que custam em média R$ 200, quatro horas de aula. O chef garante que os alunos são bem aplicados.




Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação