Bethlem se livra de cassação

Bethlem se livra de cassação

Processo contra o peemedebista foi arquivado por 8 votos a 2. Decisão preserva os direitos políticos do parlamentar

ANDRÉ SHALDERS
postado em 19/11/2014 00:00
 (foto: Lucio Bernardo Jr./Câmara dos Deputados - 7/5/14)
(foto: Lucio Bernardo Jr./Câmara dos Deputados - 7/5/14)

O Conselho de Ética da Câmara dos Deputados arquivou ontem o processo que apurava a quebra de decoro por parte do deputado carioca Rodrigo Bethlem (PMDB). Com oito votos contrários, dois favoráveis e uma abstenção, o conselho rejeitou o relatório preliminar do deputado Paulo Freire (PR-SP) que recomendava o aprofundamento das investigações. Com a decisão, Bethlem, que não concorreu nestas eleições, preservará os direitos políticos. Em julho, a ex-mulher do deputado, a empresária Vanessa Fellipe divulgou uma gravação na qual Bethlem falava sobre supostas irregularidades na Secretaria Municipal de Assistência Social da Prefeitura do Rio de Janeiro, da qual ele foi titular por 15 meses, entre 2009 e 2010, no primeiro mandato do prefeito Eduardo Paes (PMDB).

A defesa de Bethlem foi capitaneada pelo colega de legenda Mauro Lopes (MG), que apresentou um relatório recomendando o arquivamento da investigação. Na sessão, Lopes usou o argumento de que a ex-mulher do parlamentar, de quem ele se divorciou em 2011, negou posteriormente as acusações. ;O que vale mais: uma matéria feita por repórteres ou uma declaração escrita de próprio punho e atestada em cartório, da denunciante?;, disse ele. A representação arquivada ontem foi apresentada pela bancada do PSol na Câmara. Em um dos trechos da gravação, Bethlem chega a dizer que foi à Suíça abrir uma conta bancária.

;Está muito claro, com a gravação que foi apresentada, que existe muita coisa a se investigar. Na gravação, fala-se de balcões de negócios, fala-se em valores altos que ele iria receber. Naturalmente, existe quebra de decoro, e precisa ser investigado. E existem relatórios do Tribunal de Contas do Rio de Janeiro (TCE-RJ) falando em irregularidades na pasta;, disse o relator Paulo Freire. ;Eu começo hoje a resgatar a minha honra, que é o que me interessa; avaliou Bethlem ao final da reunião. ;As denúncias já me tiraram da política, então não há nada para comemorar hoje;, disse o deputado, que ficará sem mandato a partir de 2015.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação