Dilma não sobe rampa

Dilma não sobe rampa

postado em 26/11/2014 00:00
Reeleita, a presidente Dilma Rousseff toma posse no dia 1; de janeiro de 2015 em uma cerimônia protocolar. A previsão é seguir o decreto de março de 1972, que estabelece o roteiro da posse. No Congresso Nacional, ela é recepcionada pelos presidentes da Câmara e do Senado, assina o livro oficial e faz um juramento à Nação Brasileira. Do Congresso, segue para o Palácio do Planalto, onde cumprimenta os chefes dos Estado, dá posse aos ministros e posa para a fotografia oficial.

No Planalto, após recepcionar as autoridades estrangeiras, Dilma sobe no parlatório e discursa para a nação. A previsão é que fale por cerca de 30 minutos. Diferentemente da posse anterior, dessa vez não há previsão de que ela suba a rampa do Planalto. Como ela já é presidente, a parte em que o chefe de Estado entrega a faixa presidencial ao sucessor é suprimida. De acordo com a legislação, o primeiro decreto a ser assinado pela presidente, no ato da posse, é a nomeação do ministro da Justiça. Ele referendará os decretos de nomeação dos demais ministros.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação