Respeito versus animação

Respeito versus animação

postado em 26/11/2014 00:00

Belo Horizonte ; Mesmo sem ter perdido para o arquirrival em 2014 ; foram três empates e três vitórias ; e com a vantagem conquistada no jogo de ida, o Atlético-MG adota cautela na preparação e nas declarações. No discurso, não há espaço para provocação ou discórdia. O foco total é anular a pressão inicial dos celestes em casa.

Para o capitão Leonardo Silva, o placar construído no confronto de ida dá segurança, mas não é razão para relaxamento ao time alvinegro. ;Temos de ficar mais alertas do que aliviados. Temos de encarar como se estivesse 0 x 0 e usar a vantagem só no fim do jogo, se precisarmos;, discursou o zagueiro.

Os atletas celestes apostaram no discurso otimista, apesar de o rival ter arrancado na frente. Segundo eles, o Cruzeiro mostrou poder de superação em outros momentos nesta temporada, inclusive na Copa do Brasil, como ao empatar por 3 x 3 com o Santos, depois de estar perdendo por 3 x 1.

Para Willian, o momento é muito propício ao Cruzeiro, ainda que o Atlético tenha vantagem no placar agregado e no aspecto físico. ;Estamos muito convictos, acreditando em cada um de nós. O título do Brasileirão foi especial e gerou confiança. Estamos todos preparados para buscar mais uma conquista;, declarou. (PG e RD)

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação