Tantas palavras

Tantas palavras

Por José Carlos Vieira Esta seção circula de terça a sexta / cartas: SIG, Quadra 2, Lote 340 / CEP 70.610-901
postado em 26/11/2014 00:00

Poema do amor sem exagero

Eu não te quero aqui por muitos anos

Nem por muitos meses ou semanas,

Nem mesmo desejo que passes no meu leito

As horas extensas de uma noite.

Para que tanto Corpo!

Mais ficaria contente se me desses

Por instantes apenas e bastantes

A nudez longínqua de pérola

Do teu corpo de nuvem.


Joaquim Cardozo



Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação