Alex critica Coritiba

Alex critica Coritiba

postado em 02/12/2014 00:00
 (foto: Instagram/Reprodução
)
(foto: Instagram/Reprodução )


Prestes a encerrar a carreira ; o último jogo dele será no domingo, contra o Bahia, no Couto Pereira ;, Alex fez um desabafo contra o Coritiba, seu clube de coração. De acordo com ele, há uma divisão entre jogadores, torcida e diretoria. ;O Coritiba em que joguei nestes dois anos é dividido. Dividido entre o Atuba (centro de treinamento), o Couto Pereira e o torcedor. Dificilmente esses três se juntaram. Quando se juntaram, foi forte;, afirmou, em entrevista ao Globoesporte.com. ;Dos times em que joguei, é o único que não criou uma sinergia das três pontas: arquibancada, diretoria e futebol. Se eu soubesse, não teria vindo.;

Alex voltou ao Coxa depois de 16 anos. Na entrevista, ele afirmou que não conhecia a realidade do clube no retorno. Mesmo assim, declarou paixão novamente pelo time: ;A relação que eu tenho com o Coritiba é de amor. Comecei aqui, cheguei com nove anos, conheci minha mulher dentro do estádio. Não tem como separar o Coritiba de mim;, decretou.

Nas redes sociais, ontem, Alex iniciou sua despedida. Ele divulgou uma mensagem de agradecimento. ;Obrigado ao futebol por tudo que me ofereceu. Mas chegou o fim da minha carreira! Mais uma partida domingo para eu comemorar no Couto Pereira! Obrigadão a todos os torcedores que sempre me trataram muito bem. Obrigado Coritiba, Palmeiras, Cruzeiro, Flamengo e Fenerbahçe!”, escreveu o meio-campista. A mensagem foi acompanhada de uma montagem de fotos do meia com as camisas dos cinco clubes que citou e da Seleção Brasileira. O Parma, no qual teve rápida passagem em 2002, não foi mencionado.

O texto de despedida foi reproduzido em turco, para os torcedores do Fenerbahçe, clube em que se tornou ídolo, chegando ao ponto de ganhar uma estátua no país. O jogador, de 37 anos, encerra a carreira pela equipe em que começou.

O capitão também deixou uma mensagem de apoio ao técnico do Coxa. ;Permanecemos na elite do futebol brasileiro com um trabalho fantástico do Marquinhos Santos. Mesmo com alguns ;coxas; o chamando de estagiário. Terá sempre meu respeito, meu velho! Trabalha demais, é chato, metódico, convicto no que pensa;, escreveu. ;Agrupou o que era um bando quando chegou ao clube. Numa das maiores sacanagens que vi em 20 anos de bola, foi mandado embora ano passado. Merece todo respeito do torcedor Coxa.;


37 anos
Idade do meia Alex

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação