Conectados para rodar o mundo

Conectados para rodar o mundo

A internet é a maior aliada para quem vai colocar o pé na estrada em qualquer época do ano. Os softwares para smartphones e tablets facilitam a reserva de hotéis e albergues, além de indicar o que se tem de melhor para fazer na região

» Aline Souza
postado em 02/12/2014 00:00
 (foto: Alcione Ferreira/DP/D.A Press - 28/2/11 )
(foto: Alcione Ferreira/DP/D.A Press - 28/2/11 )

Já passou o tempo que agências eram a maneira mais fácil de planejar uma viagem. A internet é, atualmente, a principal ferramenta utilizada por quem pretende sair em férias ou até largar tudo e dar a volta ao mundo. Compra de passagens, reserva de albergue ou hotel, aluguel de carro e até roteiros completos acessíveis 24 horas por dia na rede, inclusive, na palma da mão. Para não perder nenhuma dica, uma fórmula: conexão.

A administradora Ana Helena Oliveira, 36 anos, costuma planejar as viagens sozinha, utilizando apenas informações da internet. Ela diz que os apps para smartphones e tablets também ajudam muito na hora de organizar um roteiro. ;Já consegui passagem aérea mais barata pesquisando em um aplicativo, e fiz minha agente de viagem comprar. Ela nem sabia daquela opção de valor;, lembra a administradora.

Segundo Ana Helena, alguns sites de pesquisa oferecem opções mais em conta, por isso é importante buscar boas referências. ;Costumo consultar páginas como o JetCost, Atrapalo e Skyscanner;, diz Ana, que também recomenda o Tripadvisor (disponível também em versão móvel) para fazer pesquisas de locais para visitar e ver as dicas e sugestões.

E é, justamente, por conta de tantas facilidades, que se deve ficar atento a todas as informações que têm acesso livre. O biólogo Thiago Araújo, 29, também costuma viajar sozinho desde os 20 anos. Aventureiro, ele conta que passou por algumas situações inusitadas, mas ainda assim prefere correr os riscos. ;Em São Tomé das Letras (MG), por exemplo, o site do hotel informava que o local era praticamente um resort, mas levei quase duas horas para encontrá-loe, quando cheguei, até barata no quarto tinha;, lembra.

Economia
Outra forma de economizar em uma viagem é buscar hospedagem por meio do CouchSurfing, rede colaborativa de hospedagem que tem base na internet. ;Por meio do Couch, conheci pessoas incríveis e de distintas nacionalidades. Em casa, também recebi diversos estrangeiros. Mas é importante ressaltar que até na internet as coisas podem sair mais caras se você não souber procurar. É só ter um pouco de paciência e gastar um pouco do seu tempo on-line que a viagem pode sair muito mais em conta;, completa Thiago.

Para não cair em ciladas, ele dá dicas. ;Hoje em dia, geralmente reservo um hotel e já tenho mais dois analisados para uma situação de emergência. E sempre guardo todos os e-mails enviados e recebidos na hora da reserva. Se quero um táxi, não pego o do aeroporto, utilizo o Easy Táxi porque sai bem mais barato. Uso o Foursquare e o Google Maps, porque além de me fornecerem dicas de lugares legais, ainda posso saber como chegar ao meu destino.;



Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação