Novatos promissores

Novatos promissores

postado em 02/12/2014 00:00
 (foto: Warner/Divulgação)
(foto: Warner/Divulgação)

Batman: Arkham Knight
(PC, Xbox One, PlayStation 4)

A desenvolvedora Rocksteady criou uma das séries mais aclamadas dos últimos anos com os jogos Batman Arkham. Após ter ficado de fora do desenvolvimento de Batman: Arkham Origins, a empresa retorna em 2015 a trabalhar com o super-herói. Entre as principais novidades, estão o vilão Arkham Knight, criado especialmente para o jogo, e a possibilidade de dirigir o batmóvel pela primeira vez.


Halo 5: Guardians

(Xbox One)

A aguardada continuação da história de Master Chief foi anunciada na E3 de 2013 e, desde então, não teve muitas informações reveladas. Por enquanto, sabe-se apenas o título e que ele chega às lojas em 2015. Apesar disso, alguns fãs já poderão conferir parte da sequência em breve. Quem tiver comprado uma cópia de Halo: the Master Chief collection, remake HD da série, lançado em novembro, terá um código de acesso para o modo beta (fase de testes) do multiplayer on-line de Halo 5, de 29 de dezembro a 18 de janeiro.


The Legend of Zelda

(Wii U)

Por mais que a franquia The Legend of Zelda tenha recebido um recente (e aclamado) título para o Nintendo 3DS em 2013 (A link between worlds), os fãs já não veem o protagonista Link em uma aventura para console desde 2011, quando Skyward Sword chegou ao Wii. Mas a espera deve acabar em 2015, quando o novo capítulo chegar para o Wii U. Ainda sem um título oficial, o jogo ganhou um pequeno trailer de animação, que já permitiu um vislumbre no visual do personagem principal. Sabe-se também que a Nintendo pretende fazer desse game o primeiro da série a ter um mundo totalmente aberto.


Overwatch
(PC e Mac)

Em novembro, a Blizzard anunciou qual será o grande lançamento da companhia em 2015 e conseguiu surpreender os fãs da desenvolvedora de World of Warcraft. Trata-se de Overwatch, um multiplayer on-line de combate tático em equipes, à moda de Team Fortress 2. Ambientado em um futuro tecnológico, foram mostradas diversas classes com habilidades específicas (teletransporte, velocidade aumentada, explosivos) que devem trabalhar em conjunto para derrotar o time adversário.


Evolve
(PC, Xbox One e PlayStation 4)

O próximo lançamento da desenvolvedora Turtle Rock, da série Left 4 Dead, procura inovar os jogos de multiplayer on-line. A premissa básica é que cinco jogadores competirão em uma arena. Quatro deles serão caçadores que trabalharão de forma cooperativa para matar um monstro. A criatura alvo, por sua vez, será controlada pelo quinto jogador. Outros jogos de 2015 já demonstraram que vão utilizar uma ideia semelhante, como Shadow Realms e Fable Legends.


No Man;s Sky
(PC e PlayStation 4)

É um bom sinal para os desenvolvedores independentes de jogos o fato de que um dos títulos mais aguardados do próximo ano é de um estúdio indie. No man;s sky, da Hello Games, é um game de exploração espacial, em que diversos jogadores terão a possibilidade de visitar diferentes mundos e conhecer as criaturas e ambientes de um vasto universo. No man;s sky chamou atenção não apenas pela grandiosidade, mas também pela arte direção de arte impressionante.


Bloodborne
(PlayStation 4)

Com o sucesso dos jogos Dark Souls, é normal que outros jogos tentem emular a fórmula apresentada para conseguir conquistar o mercado. Bloodborne é um título que já é apontado como um título semelhante a Dark Souls, mas com diferenças significativas, como combate mais veloz e ofensivo. A história acompanha um viajante que chega à cidade de Yharnam à procura de um remédio miraculoso, apenas para encontrar um local com criaturas horrendas afetadas por uma epidemia. A ambientação sombria e de inspiração gótica já serviu para deixar Bloodborne com um visual bem distinto.


Metal Gear Solid V: The Phantom Pain
(PC, Xbox 360, Xbox One, PlayStation 3, PlayStation 4)

O próximo capítulo da saga do espião Snake recebeu um prólogo este ano, Metal Gear Solid V: Ground Zeroes, que tinha aproximadamente duas horas de duração e serviu para apresentar algumas das mecânicas que serão usadas em The Phantom Pain. Como de costume, o projeto é envolto em mistérios e pouco se sabe sobre detalhes da trama. O jogo será marcado por ter um mundo aberto enorme a ser explorado, com a habitual furtividade e os vilões marcantes.



Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação