Marca enterrada

Marca enterrada

Obcecado por superar Michael Jordan, Kobe Bryant pode ultrapassar o melhor de todos os tempos, antes do Natal, e assumir o terceiro lugar na lista dos maiores pontuadores da história da liga norte-americana

Marcos Paulo Lima
Marcos Paulo Lima
postado em 04/12/2014 00:00
 (foto: Lucy Nicholson/Reuters - 9/3/13

)
(foto: Lucy Nicholson/Reuters - 9/3/13 )


Em tempos de duelo à parte entre Lionel Messi e Cristiano Ronaldo na caça aos recordes do futebol, um astro da NBA parte sozinho rumo à tabela para enterrar, ainda neste ano, uma marca do Pelé do basquete. Terceiro maior cestinha da Liga Norte-Americana, Michael Jordan está próximo de ser ultrapassado por Kobe Bryant no ranking. O ídolo do Los Angeles Lakers entraria em quadra, ontem, diante do Washington Wizards, com 32.165 pontos ; 127 a menos do que o mito do Chicago Bulls, atual proprietário do Charlotte Bobcats. Portanto, a pergunta entre os apostadores é se o camisa 24 derrubará a lenda MJ23 para o quarto lugar antes ou depois da chegada do Papai Noel.

Aos 36 anos, Kobe Bryant é o cestinha da temporada de 2014/2015 com média de 25,8 pontos por partida. Se mantiver o ritmo, ele precisará no máximo de cinco jogos ; a contar da exibição da madrugada de hoje diante do Washinton Wizards ; para começar a enxergar Michael Jordan pelo retrovisor. Por essas contas, Kobe poderia fazer história fora de casa no próximo dia 12, diante dos atuais campeões, San Antonio Spurs, ou dois dias depois, contra o Minnessota Timberwolves. A partida seguinte também será distante da mansão dos Lakers, o lendário Staples Center. Se quiser celebrar a marca diante da fanática torcida, ele terá de antecipar para o dia 9, contra o Sacramento Kings, ou retardar até 19 de dezembro, quando a trupe de Byron Scott receberá o Oklahoma City Thunders.

Quando superar Michael Jordan, Kobe Byant só terá à frente no ranking dos maiores pontuadores da NBA os aposentados Karl Malone (36.928) e o aparentemente inalcançável Kareen Abdul-Jabbar (38.387). Curiosamente, os dois também defenderam o Los Angeles Lakers. Em março de 2013, o pentacampeão da NBA e bi olímpico deixou um outro monstro sagrado na saudade ao desbancar Wilt Chamberlain. ;Ele (Kobe Bryant) é um jogador de basquete incrível, teve uma carreira inacreditável e ainda é muito forte. Suas realizações são simplesmente fantásticas. Vê-lo continuar a competir da maneira que faz, neste nível, é notável;, elogiou o treinador Byron Scott na última segunda-feira, depois de mais uma exibição de gala do craque do time.

Na vitória por 129 x 122 sobre o Toronto Raptors, Kobe Bryant alcançou seu 20; triplo-duplo da carreira, ao anotar 31 pontos, pegar 11 rebotes e dar 12 assistências. Com os passes decisivos, o ala se tornou o primeiro jogador da história da NBA a atingir a marca de 6.000 na carreira ao mesmo tempo em que acumula mais de 30 mil pontos.

Já na classificação;
O desempenho de Kobe Bryant tem sido inútil na campanha do Los Angeles Lakers na temporada regular. A franquia ocupa a penúltima colocação na Conferência Oeste, à frente tão somente do Minnesota Timberwolves. Até ontem, a equipe contabilizava cinco vitórias e 13 derrotas em 2014/2015.

Análise da notícia
Questão de honra

No livro Onze Anéis, o treinador Phil Jackson, campeão da NBA à frente tanto de Michael Jordan como de Kobe Bryant, conta que o astro do Los Angeles Lakers traçou como meta na carreira superar o mito do Chicago Bulls. Na publicação da Editora Rocco, o treinador revela que por diversas vezes tentou mostrar a Kobe que a obstinação de tomar o trono de Michael Jordan não o levaria a nada. Kobe está prestes a superar MJ em número de pontos, mas ser o maior de todos os tempos é outro assunto; (MPL)


;Ele (Kobe Bryant) é um jogador de basquete incrível. Ele teve uma carreira inacreditável e ainda é muito forte. Suas realizações são simplesmente fantásticas;
Byron Scott, treinador do Los Angeles Lakers


Estatísticas e curiosidades
Maiores pontuadores da história da NBA


1. Kareem Abdul-Jabbar
Milwaukee Bucks e
Los Angeles Lakers
Pontos: 38.387
Jogos: 1.560
Média: 24,6


2. Karl Malone
Utah Jazz e
Los Angeles Lakers
Pontos: 36.928
Jogos: 1.476
Média: 25


3. Michael Jordan
Chicago Bulls e Washington Wizards
Pontos: 32.292
Jogos: 1.072
Média: 30,1


4. Kobe Bryant
Los Angeles Lakers
Pontos: 32.165*
Jogos: 1.263*
Média: 25,5*


5. Wilt Chamberlain
Philadelphia Warriors, Philadelphia 76ers e Los Angeles Lakers
Pontos: 31.419
Jogos: 1.045
Média: 30,1

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação