Venda no varejo cresce

Venda no varejo cresce

» BÁRBARA NASCIMENTO
postado em 13/12/2014 00:00
 (foto: Ed Alves/CB/D.A Press - 31/10/14)
(foto: Ed Alves/CB/D.A Press - 31/10/14)


Na contramão da maioria dos setores da economia, as vendas no varejo avançaram 1% em outubro na comparação com setembro. Puxado pela desaceleração da inflação no setor, de 0,3%, o desempenho é quase o dobro do que o mercado esperava para o mês. No mesmo período, a receita nominal cresceu 1,3%. A guinada, contudo, não indica, ainda, uma tendência de melhora, e a expectativa, segundo os especialistas, é de que os números de 2014 sejam os piores desde 2003. Para o ano que vem, a subida do dólar e as altas taxas de juros ; estratégia do governo para conter a carestia ; ameaçam o resultado.
Na comparação com outubro do ano passado, as vendas cresceram 1,8%, o pior comportamento em 11 anos. Com isso, o indicador acumulado em 2014 foi de alta de 2,5%. Em 12 meses, o avanço foi de 3,1%. ;Se houvesse uma trajetória de recuperação, o resultado para o mês, na comparação anual, teria que ter sido bem maior. Esse ano não tem como melhorar. Esperamos o pior resultado desde 2003, 3,2%;, analisou o economista da Confederação Nacional do Comércio (CNC), Fábio Bentes. A receita nominal acumula crescimento de 8,9% no ano e 9,4% nos últimos 12 meses.
No varejo ampliado, que inclui os setores automotivo e de construção, o crescimento das vendas e da receita no mês foi de 1,7% e 2,3%, respectivamente. Quando relacionado ao ano passado, contudo, o resultado para as vendas em outubro caiu 2,6%. Em 2014, a perda acumulada é de 1,5%. A receita nominal, por sua vez, cresceu 3% no ano.
No Distrito Federal, as vendas tiveram o segundo pior resultado na comparação anual, atrás apenas de Santa Catarina. Aqui, a queda foi de 1,5%. Parte da queda está explicada pelo comportamento da inflação, que no DF foi maior do que na média nacional para o mês: 6,4% ante os 6% gerais.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação