Heróis do povo brasileiro?

Heróis do povo brasileiro?

PLÁCIDO FERNANDES VIEIRA placidofernandes.df@dabr.com.br
postado em 13/12/2014 00:00


Na base de uma revolução verdadeiramente democrática, que propicie o mínimo de igualdade de condições entre seus cidadãos, estão ao menos sete pilares básicos: respeito às liberdades individuais e aos direitos humanos; educação e saúde de boa qualidade para todos; segurança pública; transporte eficiente; política habitacional que permita o acesso de todas as famílias a moradia digna; e isonomia perante a lei, aplicada por uma Justiça célere e que de fato seja justa e funcione.

No Brasil, hoje, é triste constatar que nenhum desses pressupostos elementares de civilidade foi alcançado. Agora mesmo, no Distrito Federal, constata-se que nem soldados do Exército responsáveis pela vigilância de áreas de segurança nacional estão a salvo da ação de bandidos. Veja-se o caso do guarda da Granja do Torto. Depois de fazerem refém o militar, assaltantes fugiram levando a arma com a qual ele patrulhava a casa de campo da Presidência da República. Imagine a situação dos demais moradores do DF!

Ainda na capital do Brasil, chega a ser inacreditável a situação de descaso com a saúde, a educação e o transporte público. Médicos, professores e rodoviários tiveram que parar a cidade para conseguir receber salário. Desde o Plano Real, que pôs a inflação sob controle e estabeleceu punições severas a governantes perdulários, houve uma sensível melhora nas condições de vida da população. Principalmente na distribuição de renda. Mas a política econômica desastrada de Dilma, que ela agora tenta reparar, ameaça o país com um inaceitável retrocesso.

Aos princípios listados acima é preciso adicionar a ética, que deve nortear todas as ações públicas e privadas. Vá lá que blogueiros a soldo, que antes de fazer pistolagem para o PT nunca tinham sido petistas, advoguem que a corrupção de esquerda é algo lindo e aceitável. Agora, beira o ridículo que gente decente compre e defenda essa tese indefensável. Veja só, leitor, o caso da Petrobras e do metrô de São Paulo. Só há uma saída: pôr todos os larápios ; de esquerda, de direita e de centro ; na cadeia e exigir a devolução do dinheiro roubado. É uma excrescência chamar ladrão de dinheiro público de herói do povo brasileiro.


Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação