Gibis para doação

Gibis para doação

Aproveitando o clima de Natal, adolescente quer se desfazer de coleção de mais de mil revistinhas da Turma da Mônica

postado em 13/12/2014 00:00
 (foto: Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press)
(foto: Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press)

Para quem gosta da Turma da Mônica, a casa de Luíza Ormond, 16 anos, é um verdadeiro baú de tesouros. A coleção pessoal de gibis da estudante do 1; ano do ensino médio tem mais de mil exemplares. A mãe até tentou saber uma vez quantas revistinhas estavam guardadas nas cinco caixas enormes que mal comportam tudo, mas perdeu as contas antes de chegar ao fim. Agora, Luíza está procurando novos donos para as historinhas de Mônica, da Magali, do Cebolinha e do resto dessa turma. Parte da coleção já tem endereço certo: o Instituto Renascer. A outra metade está à disposição para quem prometer cuidar bem das revistinhas.

Luíza começou a ler as historinhas quando tinha 7 anos, mas a paixão pela Turma da Mônica só se iniciou de verdade depois que ela ganhou o livrão de tirinhas clássicas dos personagens. A partir daí, a menina virou assinante dos gibis e começou a guardar todas as cinco revistinhas que chegavam todo mês. A assinatura só foi cancelada este ano (mas as edições em espanhol e em inglês vão continuar à mão para quando bater saudades da Mônica).

; Gibi é uma coisa que todo mundo gosta de ler. Tem muita gente que acha que não é literatura, mas é. Eu aprendi muito lendo gibi. Até hoje me ajuda nas redações do colégio.

Procuram-se donos
Esta não é a primeira tentativa de doar os gibis. No Dia das Crianças deste ano, ela e a mãe montaram kits com cinco revistinhas para distribuir no Eixão, mas desistiram da ideia. Queriam ter certeza de que os presentes chegariam a leitores e não ficariam guardados por aí. A ideia agora é incentivar outras pessoas a passarem as tirinhas adiante também para, depois, distribuir essa coleção de ouro ; tudo até o Natal. Assim, quem tiver revistinhas para contribuir com Luíza pode entrar em contato com a mãe dela pelo e-mail deliaormond@terra.com.br. O recado também vale para istituições dispostas a receber esse presentão de Papai Noel. Mas, até lá, a Turma da Mônica vai continuar em boas mãos.



Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação