Tormenta e enchente

Tormenta e enchente

postado em 01/01/2015 00:00
 (foto: Erwin Frames/Reuters)
(foto: Erwin Frames/Reuters)



Enchentes e deslizamentos de terra deixaram ao menos 53 mortos nas Filipinas, confirmou ontem a agência nacional para desastres. Fortes tempestades castigaram o Sudeste Asiático nos últimos dias e provocaram dezenas de mortes. Uma das piores enchentes da última década deixou 21 mortos no nordeste da Malásia. Cerca de 250 mil moradores da região tiveram de abandonar suas casas. O Sri Lanka contabiliza 35 vítimas ,além de três desaparecidos, 20 feridos e 31 mil famílias deslocadas. Na Tailândia, o mau tempo deixou danos materiais. Autoridades informaram que 15 corpos foram encontrados e ao menos 31 pessoas estavam desaparecidas desde a passagem de uma forte tempestade, que causou inundações.

A tempestade tropical Jangmi, que afetou a região, teve ventos de 65km/h. Nas Filipinas, 86 mil deixaram suas casas nas províncias de Surigao del Sur, Bohol e Cebu. Dois adolescentes foram eletrocutados em Bohol e 11 pessoas da mesma família morreram após a casa onde moravam ser arrastada pela enchente, em Cebu.

Em Leyte, arrasada por um tufão em 2013, deslizamentos deixaram muitos mortos, entre eles uma família de cinco pessoas, encontradas em uma casa soterrada. No sul da ilha de Mindanao, os ventos fortes chegaram a destruir pontes, antes de a tempestade se enfraquecer e passar a ser considerada uma depressão tropical.

Tufão
As Filipinas foram afetadas no início de dezembro por um forte tufão, com ventos de até 210km/h, batizado de Hagupit. A passagem da tormenta deixou 27 mortos no país e forçou mais de 1 milhão de pessoas a buscar abrigo, segundo os últimos dados oficiais, divulgados ontem.

Tempestades e tufões atingem com frequência a região nesta época do ano. Apenas nas Filipinas, cerca de 20 tempestades tropicais são registradas anualmente. Em novembro de 2013, o supertufão Haiyan, considerado um dos mais violentos a tocar a terra em toda a história, deixou um profundo rastro de destruição e mais de 7,3 mil mortos e desaparecidos nas Filipinas.



Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação